Dr. Rosinha quer voto direto dos filiados do PT sobre candidatura | Fábio Campana

Dr. Rosinha quer voto direto dos filiados do PT sobre candidatura

O deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR) defendeu neste domingo (18) que os filiados do Partido dos Trabalhadores em Curitiba sejam consultados diretamente sobre o lançamento ou não de uma candidatura própria do PT nas eleições municipais de outubro de 2012.

“Defendo que o PT lance uma candidatura própria em Curitiba, e que essa decisão seja tomada por consenso. Mas, se houver divergência, defendo uma consulta ao conjunto dos filiados, através de voto direto”, afirma Dr. Rosinha, pré-candidato a prefeito.

“Tenho certeza de que a maioria dos petistas de Curitiba irá votar a favor da candidatura própria.”

No sábado (17), a corrente interna Construindo um Novo Brasil (CNB) teria aprovado um documento que sinalizaria uma aliança com o PDT, cujo pré-candidato é Gustavo Fruet (ex-PSDB).

“O que a CNB está fazendo é apenas seguir o calendário nacional proposto pelo PT, que estabelece a data-limite de 15 de janeiro para a apresentação de propostas de apoio a candidato de outro partido”, observa Rosinha. “Quem vai debater e tomar uma decisão é o conjunto do PT, não uma fração dele.”

Também no sábado, o mandato de Dr. Rosinha realizou uma plenária na sede estadual do PT, em Curitiba. Cerca de cem pessoas participaram da plenária. A defesa de uma candidatura petista na cidade foi unânime.

“Em 2010, o PT já não teve candidato próprio no Paraná. Repetir a dose em 2012 equivaleria a apagar a estrela do PT em Curitiba. Somos contra”, discursou Dr. Rosinha. “O problema não é falta de nomes no PT para disputar a Prefeitura de Curitiba. É falta de partido.”

Pesquisa e falsa polarização

Dr. Rosinha também comentou o resultado de uma pesquisa de opinião que aponta um tríplice empate técnico entre três pré-candidatos a prefeito: Fruet, Luciano Ducci (PSB) e Ratinho Júnior (PSC).

Conforme o levantamento, feito pelo instituto Paraná Pesquisas e publicado pela “Gazeta do Povo”, os três pré-candidatos petistas aparecem com percentuais que variam de 2,8% (Tadeu Veneri) a 7,3% (Angelo Vanhoni). Doutor Rosinha tem 4%.

“O PT é o único que ainda não definiu seu candidato. Quando vier a definir, qualquer que seja o candidato petista já partirá de um patamar mínimo de 12% a 15% dos votos”, avalia Dr. Rosinha. “Vale observar que esses nossos percentuais já estão acima dos obtidos hoje pelo Fernando Haddad, que será o candidato do PT em São Paulo.”

Para o pré-candidato Dr. Rosinha, a tese da polarização entre Ducci e Fruet cai por terra com essa última pesquisa. “A eleição está aberta e a possibilidade de haver segundo turno é altíssima. Com candidato próprio, o PT tem tudo para ultrapassar o patamar de 25% dos votos e chegar ao segundo turno.”

Através de sua conta no Twitter, Dr. Rosinha criticou ainda o que classifica como “falsa polarização” entre os nomes de Ducci e Fruet em Curitiba. “São dois candidatos e uma ideologia similar. É como tutti-frutti: dois nomes e o mesmo sabor.”


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*