Curitiba e RMC discutem controle social | Fábio Campana

Curitiba e RMC discutem controle social

Promover a transparência pública e estimular a participação da sociedade no acompanhamento e controle da gestão pública foi o foco principal da 1ª Conferência Regional sobre Transparência e Controle Social – Curitiba e Região Metropolitana (Consocial), que aconteceu nesta sexta-feira (9), no Centro de Eventos da (Fiep).

A conferência foi promovida pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec). A abertura do encontro foi na quinta-feira (8) à noite, no Salão de Atos do parque Barigui. Esta é a etapa preparatória para a 1ªConferência Nacional sobre Transparencia e Controle Social, que acontecerá em 2012.

“O acompanhamento e controle da gestão pública são muito importantes, porque possibilitam uma interação mais forte entre sociedade e governo”, afirmou o secretário de Assuntos Metropolitanos de Curitiba, Horácio Monteschio, que participou do encontro.

Participaram da abertura da conferência o presidente da Assomec e prefeito de Colombo, J. Camargo, a chefe da Controladoria Regional da União no Paraná e membro da comissão organizadora da Consocial, Alzira Ester Angeli, o presidente da Comec, Gil Polidoro, o coordenador da Consocial- Assomec, Osni Mendes, o secretário de Estado de Controle Interno, Mauro Munhoz, que representou o governador Beto Richa e o presidente do Tribunal de Contas do Paraná, Fernando Guimarães.

Também participaram o conselheiro estadual de Educação, Oscar Alves, e os prefeitos Vilson Goinski de Almirante Tamandaré, Emerson Stresser, de Rio Branco do Sul, Lucimeri Franco, de Bocaiuva do Sul, e o vereador Juliano Borguetti, representando a Câmara Municipal de Curitiba. O secretário Mauro Munhoz foi o palestrante da noite.

Foram discutidos no encontro, entre outros temas, promoção da transparência pública e acesso à informação e dados públicos; mecanismos de controle social, engajamento e capacitação da sociedade para o controle da gestão pública; atuação dos conselhos de políticas públicas como instâncias de controle e diretrizes para prevenção e o combate à corrupção.


2 comentários

  1. Lídio de Paula
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 13:07 hs

    Poderiam trazer gente de mais expressão. Só tem gente superada ou pessoas que não têm representatividade no seu histórico político ou profissional. Que tristeza!

  2. JURANDIR ROSA
    sábado, 10 de dezembro de 2011 – 16:58 hs

    A REGIÃO DA AMEPAR -NORTE DO PARANÁ, TAMBÉM REALIZOU A 1ª CONFERÊNCIA DO CONSOCIAL.
    DAS 40 PROPOSTAS APROVADAS A DE LONDRINA FOI A MAIS VOTADA:
    PROPOSTA:
    CRIAÇÃO DE UMA CÂMARA POPULAR MUNICIPAL DE FISCALIZAÇÃO DOS PODERES LEGISLATIVOS DE TODOS OS MUNICIPIOS DO ESTADO DO PARANÁ, PARA MONITORAR “CUSTO-BENEFICIO” DE CADA VEREADOR COM PRESTAÇÃO DE CONTA ANUAL FORMADA POR REPRESENTANTES DA SOCIEDADE ORGANIZADA DAS REGIÕES: LESTE- SUL – OESTE – NORTE É CENTRO DE CADA MUNICIPIO, COM REPRESENTATIVIDADE DE ACÔRDO COM O NUMERO DE VEREADORES DA CIDADE.
    SOLICITAMOS APÓIO PARA QUE ESTA PROPOSTA TAMBÉM SEJA LEVADA PARA A CONFERÊNCIA DE BRASILIA É TRANSFORMADA EM LEI PARA SER APLICADA EM TODOS OS MUNICIPIO DO BRASIL.

    INFORMATIVO A SEGURANÇA.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*