Copel anuncia maior investimento de sua história | Fábio Campana

Copel anuncia maior investimento de sua história


Foto:Arquivo/SECS

Da Aen

Com recursos de R$ 2,25 bilhões, a Copel pretende realizar em 2012 o maior programa de investimentos de sua história. O valor, já aprovado pelo Conselho de Administração da companhia, não contempla eventuais aquisições ou novas obras conquistadas em leilões promovidos pela Aneel, nem outros investimentos realizados pelas empresas coligadas e controladas.

Quase metade dos investimentos programados para o próximo ano (R$ 1,1 bilhão) será destinada à execução de obras para a melhoria, modernização, ampliação e reforço do sistema de distribuição de energia elétrica – atividade que responde diretamente pela qualidade dos serviços prestados aos consumidores. O projeto inclui novas subestações, linhas e redes de energia que reforçarão a capacidade de atendimento do sistema operado pela Copel, que serve a quase 4 milhões de unidades consumidoras e a cada ano incorpora, em média, cerca de 100 mil novas ligações.

Em novas obras de geração e transmissão de energia elétrica, incluindo cinco grandes projetos já em andamento, a Copel planeja investir R$ 1,07 bilhão. Na usina Colíder, em construção no norte do Mato Grosso, serão aplicados R$ 562,4 milhões. Para a usina Mauá, em fase final de obras no Rio Tibagi, estão reservados R$ 89,1 milhões. E para as obras da pequena central hidrelétrica Cavernoso 2, no município paranaense de Virmond, serão destinados R$ 50,6 milhões.

Na área de transmissão de energia elétrica, a companhia deve destinar R$ 147,3 milhões para as duas obras de construção que executa no interior de São Paulo: R$ 108 milhões na linha de transmissão conectando as subestações Araraquara 2 e Taubaté e R$ 39,3 milhões na construção da subestação Cerquilho 3. Para outros empreendimentos de transmissão previstos dentro do Paraná, a Copel está reservando R$ 220,5 milhões.

A ampliação do sistema de telecomunicações da empresa, cuja rede de fibras ópticas vai abranger todos os 399 municípios paranaenses até o final de 2012, deverá demandar investimentos de R$ 82,5 milhões.


4 comentários

  1. JORNALISTA DE PARANAGUÁ
    quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 – 11:41 hs

    DEPOIS FALAM QUE PSDB É PRIVATIZADOR.

    VÃO CATAR MAMONAS PRO REI MASCAR!!!

  2. Questionador
    quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 – 17:40 hs

    -Parabéns para a COPEL, que é uma empresa estatal e muito bem conceituada até internacionalmente.
    -Os desafios que a COPEL terá que superar no futuro serão imensos frente ao crescimento da economia paranaense. Mais uma vez os paranaenses poderão confiar na COPEL para mostrarmos ao Brasil nossa força produtiva e que nosso estado não aceita esmola do Governo Federal!!
    Queremos o que é nosso de direito!!!!

  3. João A Dos Anjos
    quarta-feira, 28 de dezembro de 2011 – 14:27 hs

    Me formei como ‘Técnico em Segurança do Trabalho”, e me disponho a trabalhar nesta conceituada empresa “COPEL” se por ventura algum encarregado de contratação ler este comentário e puder me contactar ficarei muito grato. Obs… conheci esta empresa em Umuarama PR, moro atualmente em Cuiabá e tenho disposição de trabalhar em qualquer região. Grato.

  4. adriano
    quinta-feira, 2 de agosto de 2012 – 16:15 hs

    a copel e uma emprfsa bpa de se trabrlhar

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*