Convênio beneficiará pequenos empreendedores | Fábio Campana

Convênio beneficiará pequenos empreendedores

Foto: AEN

Beto Richa assinou nesta quarta-feira (21) um convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF) para a oferta de microcrédito a pequenos empreendedores paranaenses formais e informais. A medida permitirá operações de crédito com valores entre R$ 300,00 e R$ 15 mil, para capital de giro, investimento fixo e investimento misto. A previsão é que o serviço esteja disponível no início de 2012.


O programa vai beneficiar microempresários que atuam individualmente ou desenvolvam atividades coletivas, com faturamento anual de até R$ 120 mil. As taxas de juros serão de 0,64% ao mês – a mais barata do mercado – e os prazos para pagamento variam de quatro meses a 24 meses, sem carência. Os recursos são ilimitados e virão da linha Crescer, do Programa Nacional de Microcrédito.


4 comentários

  1. Araruta Jacobinski
    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 7:17 hs

    Grande noticia, vai mudar o perfil economico do Pr. Rsrsrsrssrsrsrr…e o Corintians será campeão da Libertadores. Quanta falta do que fazer.

  2. ...
    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 9:23 hs

    Esse é o nosso Paraná. Um NOVO Paraná.
    Venha conosco PT, pra aprender a ser humilde e trabalhar de verdade. Na história desse país vocês não sabem criar e sim só sabem criticar.

  3. Acir José Bunick
    quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 11:25 hs

    Aí esta um exemplo de ação correta.
    É aquela máxima:

    “Não de o peixe, ensine a pescar”

    É assim que se faz um resgate social, dando condições para quem realmente quer trabalhar atingir a sua verdadeira liberdade e dignidade.
    E não acorrentando os eleitores a algum programa interessado em eternizar a miséria, com o único objetivo de manter o seu curral eleitoral.
    Tenho certeza, que as maiorias dos beneficiados desse programa, daqui alguns anos, poderão bater no seu próprio peito e dizer, eu posso votar em quem eu quiser, pois não é esse ou aquele governo que coloca comida na minha mesa.

    Essa é a diferença entre o verdadeiro resgate social e a esmola do assistencialismo popular.

  4. Zé da silva
    sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 – 14:04 hs

    E aquela outra máxima:
    “Em rio que há piranha jacaré nada de costas”
    Banco cobrando só 0,64 de taxa de juros mais e a correção monetária, taxa disso e daquele outro, dá muito mais é abrir um Banco.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*