'Palavra de governador é prova', diz Agnelo Queiroz | Fábio Campana

‘Palavra de governador é prova’, diz Agnelo Queiroz


da Folha.com

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), negou-se a apresentar provas de que o depósito de R$ 5.000 feito por um lobista em sua conta bancária era apenas o pagamento de um empréstimo feito em caráter pessoal.

Ao ser questionado sobre o tema, o petista afirmou, via assessoria, que a “palavra de um governador de Estado já é, por si, uma prova”.

Agnelo era diretor da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) quando, no dia 25 de janeiro de 2008, recebeu em sua conta pessoal um depósito de R$ 5.000 feito por Daniel Tavares, que trabalhava como lobista para a farmacêutica União Química.

Conforme a Folha revelou, Agnelo liberou no mesmo dia certificado para que a empresa pudesse participar de licitações. A Anvisa abriu investigação sobre o caso. A farmacêutica nega irregularidades.


Na segunda-feira da semana passada, Agnelo afirmou que o depósito foi a devolução de um empréstimo feito ao lobista. Ele disse que deu o montante em espécie, “em caráter pessoal, sem documento ou contrato”.

Na quarta-feira, o petista afirmou que poderia provar que emprestou o dinheiro.

A Folha questionou quais eram as provas, mas ele não respondeu. Depois, por meio de assessoria, voltou à primeira versão. “O que o governador disse é que, de modo geral, há provas de que ele fala a verdade”.

Em seguida, disse que a palavra de um governador deve funcionar como prova, “ainda mais quando confrontada com a de pessoas que a cada momento mudam de versão”.

O lobista primeiro dizia que o depósito era parte de propina para o então diretor da Anvisa ajudar a União Química. Depois, passou a confirmar a versão do governador. A Polícia Federal já pediu ao Superior Tribunal de Justiça autorização para investigar o caso. Devido ao cargo, Agnelo tem foro especial.


14 comentários

  1. Murilo Álvaro Viezzer
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 16:45 hs

    Saiu um corrupto, entrou outro…

    Coitado do Distrito Federal…

  2. SYLVIO SEBASTIANI
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 16:46 hs

    Palavra de Governador de Estado não é prova coisa alguma. Entrevistei 16 ex-governadores, tenho as fitas gravadas. por isso confirmo, “palavra de Governador não prova nada”.

  3. OSSOBUCO
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 17:59 hs

    Interessante notar que “o alvo”, portanto, não parece estar sendo tão visado pelos candangos. Talvez porque não haja muito sentido se manifestar contra um governador por “supostas” fraudes, feitas “supostamente” antes do mesmo ser eleito governador. E por falar em Agnelo, vale notar que o escândalo envolvendo seu nome sumiu da mídia depois que a atenção do público ameaçava se voltar para o irmão da deputada Eliana Pedrosa, que seria o responsável pela produção do vídeo onde Daniel Tavares acusa o governador.

    Subitamente a mídia perdeu interesse pelos desdobramentos do caso Agnelo. Agora publica apenas matérias lacônicas ou arma pegadinhas contra o governador, como é o caso da resposta mau-humorada (e por isso desastrada) dele à pergunta sobre se tinha provas de que o depósito de R$ 5 mil em sua conta, feito por um lobista, era apenas o pagamento de um empréstimo feito em caráter pessoal.

    Vale notar a desenvoltura moral com que a mídia encara a quebra e a divulgação de informações de sigilo bancário quando a vítima é alguém do PT. Outros casos de quebra de sigilo, envolvendo políticos não-petistas, resultaram em campanhas pesadíssimas contra esse tipo de prática.

    Reitero que não tenho interesse nenhum em defender Agnelo. Os R$ 5 mil que ele recebeu podem ter sido mesmo uma propina. Como podem não ter sido.

  4. Vigilante do Portão
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 18:48 hs

    KKKK

    Vale tanto quanto uma nota de R$3,00.

  5. Palpiteiro
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 18:50 hs

    Essa foi a maior imbecilidade que já ouvi, no meio de centenas de imbecilidades ditas pelos políticos diariamente. Justamente, por isso é deve-se desconfiar. Políticos não merecem confiança, por princípio.

  6. Deutsch
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 19:23 hs

    Palavra de governador não vale nada. E pra piorar a situação é do bando de ladrões e mentirosos do pt.

  7. anonimo
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 20:42 hs

    Ossito, não perca tempo, este mala do agnelo é corrupto, pesquise mais e vc vai descobrir que este cara não vale teu esforço.

    Te dou uma dica: http://www.quidnovi.com.br/novo/mino/detalhe.asp?c=339

    Verás que que é mais um safado que tem que pegar o boné e ir pra cadeia…

    Abraços

  8. tony
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 21:19 hs

    O governador do DF vai na linha dos governadores anteriores, ele só está continunado com a tradição de gatunagem à frente do governo. ACarlos

  9. carlosmello.
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 22:23 hs

    este país ta podre.

  10. Sandra
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 22:39 hs

    PT = Mentira

  11. Tomas Redeei
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 8:29 hs

    deixe em celas separadas, se não vai estragar o povo da rocinha.rsrsrs

  12. fiscal de realeza
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 10:00 hs

    É O PSDB E DEM ESTÂO INCONFORMADOS POIS O MAIOR MENSALÂO DO PAIS FOI FEITO POR PSDB E DEM
    NO DISTRITO FEDERAL COM ARUDA E &

    CHORA TUCANADA MENSALEIROS

  13. marilene ribeiro
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 11:08 hs

    Qualquer sanitarista de carreira sabe o que esse indivíduo fazia
    na ANVISA – criava dificuldades para os grandes laboratórios e
    vendia facilidades…mas, como é que blindam um cafajeste desses?……………..

  14. geraldo
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 11:54 hs

    Ele é muito cara de pau. Vale igual a do Fernandinho bera mar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*