Padre suspeito de abusar de menina de 7 anos é preso no PR, diz polícia | Fábio Campana

Padre suspeito de abusar de menina de 7 anos é preso no PR, diz polícia

Caso ocorreu na noite de domingo (6), em Londrina, norte do estado.
Padre foi preso quando abusava de menina na piscina de um clube de campo.

Adriana Justi Do G1 PR

Um padre de 51 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente de uma menina de sete anos na noite de domingo (6), em Londrina, norte do Paraná. De acordo com a Polícia Civil, o padre estava em um clube de campo e foi preso em flagrante. Ele afirmou que estava ‘brincando’ com a menina na piscina.

“Os populares estranharam a presença do homem muito próxima da criança e chamaram o segurança. Após constatar o abuso, o religioso foi agredido por familiares e preso em flagrante pela Polícia Militar (PM)”, contou, em entrevista ao G1, o delegado Márcio Vinícius Ferreira Amaro.

“Em depoimento na delegacia ele [o padre] justificou o caso e disse que ficou excitado enquanto ‘brincava’ com a criança”, acrescentou Amaro.

Segundo a arquidiocese de Londrina, o religioso está afastado do ministério sacerdotal e trabalha desde 2010 no Seminário Diocesano Paulo VI.

Em um comunicado à imprensa nesta manhã, o reitor do Seminário, Rafael Solano, disse que “sente o acontecido e espera as providências da Justiça”.

O preso vai responder por estupro de vulnerável e ser for condenado poderá cumprir pena de oito a quinze anos de prisão, segundo o delegado.


10 comentários

  1. JOSÉ SILVA
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 16:24 hs

    Sou católico. Esta espécie de gente estraga o catolicismo.
    Mas por favor, não vamos generalizar, e condenar todos os padres pelo defeito deste indivíduo.
    Que a Igreja tome as devidas providencias e banir este indivíduo do seu quadro.

  2. JR Silva
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 16:33 hs

    Qual a razão deste safado já estar afastado das suas funções? Seria pelo mesmo motivo, ou algo do gênero?

    Se realmente for culpado, e pelo que percebo na matéria não existe a menor dúvida disso, o pilantra deve ficar um bom tempo preso servindo de mulherzinha de preso.

  3. Pobre Paraná
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 16:46 hs

    Se isso ocorresse em um país sério, prisão perpétua!!!!!
    Mas, como foi aki no Brasil, vai responder em liberdade e, no final do processo, vai ser absolvido pela prescrição do processo….

  4. cansada
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 18:29 hs

    ué e não mataram o padre????????

  5. Mariana
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 19:12 hs

    Esta criatura precisa de tratamento urgente

  6. Pollyana
    terça-feira, 8 de novembro de 2011 – 9:02 hs

    Eu acho que padres teriam que ter o direito de casar e formar uma família, assim como pastores e outras lideranças religiosas fazem, até para poder dar o sermão com experiência vivida e não passar por esse processo de isolamento e abstinência.

  7. Kacetada
    terça-feira, 8 de novembro de 2011 – 9:15 hs

    A igreja não exclui. Perdoa. Isso só tem solução via linchamento pela sociedade civil…..

  8. Antonio Cabrera de Sá
    terça-feira, 8 de novembro de 2011 – 9:35 hs

    que monstro….

  9. terça-feira, 8 de novembro de 2011 – 9:44 hs

    completando, para melhor entendimento e evitar polêmica,pedofilia é crime,”abdicaram de serem homens e constituirem família”

  10. jober
    terça-feira, 8 de novembro de 2011 – 10:15 hs

    O padre vai virar freira!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*