Jovens vão às ruas protestar em Londrina | Fábio Campana

Jovens vão às ruas protestar em Londrina

Foto: Bonde

Dezenas de pessoas participaram de um protesto na tarde desta terça-feira (15), em Londrina. São jovens membros de um movimento nacional criado em redes sociais intitulado ‘Nas Ruas’, ligado ao nacional ‘Marcha Contra Corrupção’.

O movimento ocorre simultaneamente em 35 cidades brasileiras e chama a atenção da sociedade para desvios de verbas nos governos municipal, estadual e federal. O grupo também reivindica aplicação da Lei da Ficha Limpa, sancionada ano passado pelo presidente Lula, que torna mais rígidos os critérios para um candidato ocupar cargo público.


Nem mesmo a chuva que caiu no início da tarde de hoje atrapalhou o movimento em Londrina, que reuniu pouco mais de cinquenta pessoas. No Facebook eram cerca de 600.

Nas ruas, o grupo colou diversos cartazes com mensagens contrárias a corrupção na região central de Londrina. O protesto terminou em frente ao prédio da Prefeitura. As informações são do Bonde.


4 comentários

  1. ivanowski
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 22:01 hs

    . Kadê os estudantes, cara pintadas?
    . A UNE?

    . Sumiram de circulação …
    . Efeito do Gov Lulábia da Silva … cooptou todos … $$$$$

  2. antonio francisco da silva
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 8:40 hs

    De que corrupção eles estão falando,federal,estadual,municipal ,ou privada.”hipocritas,vos preocupeis com um sisco no olho alheio e não vedes a trave que afusca a vossa vista”.Alguem já leu?

  3. jorge fotografo
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 9:44 hs

    ficou dificil tirar uma boa foto desse movimento de gatos pingados hem…

  4. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 16 de novembro de 2011 – 11:37 hs

    A data pessimamente escolhida.

    Poderia ser num sábado ou nnum domingo, menos num feriado “emendável”.

    Movimentos desta natureza, dependem da participação de sindicatos e partidos políticos. Os primeiros, estão a soldo da rainha e os segundos, acreditar nêles, quem há de?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*