IBGE: Proporção de mortes violentas registra queda | Fábio Campana

IBGE: Proporção de mortes violentas
registra queda


Foto: Atila Alberti

Thais Leitão da Agência Brasil

A proporção de mortes violentas vem caindo gradativamente no Brasil. Para a população masculina, o percentual passou de 16,3% para 14,5% entre os anos de 2002 e 2010. Já entre as mulheres, no mesmo período, a redução foi de 4,5% para 3,7%. Em 2010, foram registradas 1,112 milhão de mortes no Brasil, sendo 108.633 por causas violentas.

Os dados fazem parte das Estatísticas do Registro Civil 2010, divulgados hoje (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o levantamento, a única região que não seguiu essa tendência no período de oito anos foi a Nordeste, onde as mortes violentas entre os homens aumentaram de 13,4% para 16,4%.


Os estados com as proporções mais altas desse tipo de morte, em 2010, foram Amapá (24,4%) e Alagoas (23%), no caso dos homens, e Mato Grosso (7,3%) e Maranhão (6,4%) para as mulheres.

Os estudo também revela que a proporção de mortes masculinas em relação às femininas por causas violentas é maior nos estados de Pernambuco, da Bahia e do Rio de Janeiro. Por outro lado, as menores relações foram observadas no Amazonas, Acre e Maranhão, o que, segundo o IBGE, pode refletir “uma violência elevada para ambos os sexos”.

O documento ressalta, ainda, que entre os jovens, na faixa etária de 15 a 24 anos, a proporção de mortes masculinas violentas é “consideravelmente superior” às femininas, chegando a 78,6% no Espírito Santo.

De acordo com o levantamento, as informações apontam que “o fenômeno da violência é bastante generalizado, envolvendo um número expressivo de áreas geográficas de todas as regiões brasileiras”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*