Cinegrafista da Band é morto durante operação policial no Rio | Fábio Campana

Cinegrafista da Band é morto durante operação policial no Rio

da Agência Brasil

O cinegrafista Gelson Domingos da Silva, 46, da TV Bandeirantes, morreu na manhã deste domingo após ser baleado no peito enquanto cobria uma operação policial na favela de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio.

Segundo o Grupo Bandeirantes, ele vestia um colete à prova de balas permitido pelas Forças Armadas. Foi, porém, atingido por um tiro de fuzil, que atravessou a proteção. Em nota, a emissora diz que o disparo “provavelmente” partiu de traficantes.

Segundo a assessoria de imprensa da PM, a operação começou por volta das 6h30 e tem como objetivo reprimir o tráfico de drogas e armas na região. A chegada dos policiais foi seguida por intenso tiroteio.

A PM chegou a levar o cinegrafista à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Santa Cruz. Segundo a secretaria estadual de Saúde, porém, ele já chegou ao local morto, por volta das 7h40.

O órgão diz que foram feitas tentativas de reanimação, mas sem sucesso.

O secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, foi à unidade prestar apoio à família. O corpo foi transferido ao IML ainda na manhã deste domingo.

De acordo com o Grupo Bandeirantes, que lamentou a morte do funcionário, Silva deixa três filhos, dois netos e esposa.

Antes de trabalhar para a Band, ele tinha passado por outras emissoras, como SBT e Record. Segundo a empresa, “sempre foi reconhecido pela experiência e cautela no trabalho que exercia”.

“O Grupo Bandeirantes se solidariza com a família e está prestando toda a assistência”, diz a nota.

Policiais do Bope e do Batalhão de Choque permanecem na comunidade. A assessoria da PM não soube informar se há presos ou feridos.

De acordo com a assessoria da Secretaria de Segurança Pública, a imprensa não havia sido convocada para acompanhar a operação, devido ao elevado risco envolvido. A polícia está investigando o ocorrido.


5 comentários

  1. Mirian Waleska
    domingo, 6 de novembro de 2011 – 12:50 hs

    Pobre rapaz, morreu trabalhando.
    Esse é o país totalmente entregue nas mãos de traficantes, esse é o país que quer sediar a copa, que não proteje seus filhos, que se preocupa em reconstruir outros países e não olha para o que acontece no próprio quintal. Vamos lá governo PT, veja o resultado de mais de 8 anos de omissão. Inocentes morrendo, traficantes no comando das grandes metrópoles, esse é o governo PT.

  2. Murilo Álvaro Viezzer
    domingo, 6 de novembro de 2011 – 16:42 hs

    Mais uma vida perdida na violência assustadora da Cidade mais Bela do Mundo…O Rio e seus habitantes merecem uma vida muito melhor…Pena que os usuários de drogas financiam tudo isso…E nada ocorre com eles…

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    domingo, 6 de novembro de 2011 – 19:50 hs

    Mirian Waleska

    Vou dispensar meu comentário. Você falou tudo mas, não posso dispensar a oportunidade de chamar a culpa pelo mal que assola o pais iniciando na corrupção e terminando na criminalidade. Sr. Lula malaco, vingido da Silva, pare de mentir e enganar o povo brasileiro. tenha caráter seu malandro, seja honesto consigo mesmo seu infeliz.

  4. João Sorrisão
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 9:44 hs

    Esse Murilo é engraçado. O POVO do Rio é que financia isso tudo quando compra e consome as drogas vendidas pelos traficantes. Cada um constroi a sua sina. Não que a nossa seja muito melhor. Ainda podemos chegar lá.

  5. cansada
    segunda-feira, 7 de novembro de 2011 – 10:54 hs

    meter-se com esses bandidos, é um ato de coragem!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*