Casal é encontrado morto em mansão no Cajuru | Fábio Campana

Casal é encontrado morto em mansão no Cajuru

Veríssimo Cannale Fiuza, de 31 anos, era um dos sócios da casa noturna Liqüe. Foto: Banda B


De acordo com a Delegacia de Homicídios, empresário teria agredido e matado a companheira antes de cometer suicídio

de Rodrigo Batista, especial para a Gazeta do Povo

Um dos sócios da casa noturna Liqüe, no bairro Batel, em Curitiba, foi encontrado morto a tiros junto com a namorada em uma mansão no bairro Cajuru, em Curitiba. Os corpos de Veríssimo Cannale Fiuza, de 31 anos, e Elizabete Cristina Pereira, de 25, foram encontrados no início da noite de terça-feira (29). O crime ocorreu na Rua Esper Jorge Chueri.

De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios, a Polícia Civil chegou até o local do crime após um boletim de ocorrências feito pela mãe de Elizabete, no 6° Distrito Policial.

A Polícia Civil teve acesso ao circuito interno da mansão onde o empresário morava. De acordo com Recalcatti, Fiuza teria agredido e matado a companheira antes de se matar. “Ela chegou na casa na segunda-feira e deixou o carro no lado de fora. Dentro da casa, ela apanhou bastante dele”.

Elizabete ainda levou um tiro no pescoço, disparado por Fiuza, após as agressões. “Não sabemos se ela já estava morta antes do disparo”, comenta Recalcatti. Após matar a companheira, o empresário também se matou.


A Delegacia de Homicídios ainda acompanha o caso.

O corpo de Elizabete será velado na Capela Municipal São Francisco de Paula, em Curitiba. O enterro será no Cemitério Nossa Senhora do Rosário, em Colombo, na Região Metropolitana.

Segundo o Serviço Funerário de Curitiba, ainda não havia registro da liberação do corpo de Fiuza até as 10h desta terça-feira.


5 comentários

  1. Azor
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 10:41 hs

    Tudo culpa do TÓXICO…

  2. Questionador
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 12:42 hs

    -Crime passional??? Envolvimento com drogas???
    -Delegado Rubens Recalcatti terá muito trabalho neste caso…boa sorte!!!

  3. pensador
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 16:01 hs

    Porque um empresário de sucesso da noite do Batel, amigos de ricos e famosos, vive num bunker nos fundos do autodromo?

  4. tony
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 19:06 hs

    Por que todo crime violento tem droga no meio? Será que tem coisa que não interessa ser divulgada? Assim é mais fácil, o cara era viciado, o cara surtou, matou e se matou. Será só isto mesmo? ACarlos

  5. Leticia
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 20:27 hs

    nossa isso e mto estranho meus pais morreram junto e no mesmo dia e na mesma hora.Eu ja to achando q sao meus pais q estao mortos nessa mansao e foi ainda na minha rua esper jorje cherri cajuru

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*