Caso Rachel Genofre completa três anos sem solução | Fábio Campana

Caso Rachel Genofre completa três anos sem solução



Maria Cristina Lobo, mãe de Rachel


Foto: Eduardo Reinehr

O assassinato brutal da menina Rachel Maria Lobo Genofre completou três anos. Rachel, então com nove anos, desapareceu às 17h30 do dia 3 de novembro de 2008, ao sair do Instituto de Educação, no centro da capital paranaense. “Sei que o caso da minha filha não vai estar entre esses que podem ser arquivados, mas isso preocupa a gente. Não sei se esse maníaco está perto da gente ou quem é ele. Isso é horrível”, desabafou a mãe, Maria Cristina Lobo, em reportagem exclusiva para a Revista Ideias em fevereiro deste ano.

Após três anos, o criminoso responsável por tamanha brutalidade continua solto sem que haja pistas ou indícios da autoria dos crimes.

Leia mais sobre os casos de homicídio sem solução, na matéria “Uma rotina de medo e insegurança”, publicado na Revista Ideias de fevereiro de 2011.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*