Alvaro é relator do projeto que torna corrupção crime | Fábio Campana

Alvaro é relator do projeto que torna corrupção crime

Do Blog da Roseli Abrão

O senador Alvaro Dias, que é líder do PSDB no Senado, foi escolhido relator do projeto de lei de autoria do senador Pedro Taques, do PDT do Mato Grosso, que transforma em crimes hediondos a concussão, a corrupção passiva e a corrupção ativa. Ao participar da reunião da Comissão de Constituição e Justiça, nesta quarta-feira, Alvaro já cobrou urgência para votação da proposta.

–Peço aos senadores para que esse projeto seja votado o mais rápido possível, porque a sociedade exigue uma resposta enérgica para tantos escândalos de corrupção no governo, argumentou.

O projeto altera o Código Penal para aumentar as penas mínimas previstas para o crime de corrupção, passando a ser de 4 anos de reclusão.

Ao justificar seu projeto, o senador matogrossense disse que “não há nada mais sujo que a corrupção. A corrupção tem ocasionado falta de verba para a saúde, para a educação, para os presídios, para a sinalização e construção de estradas, para equipar e preparar a polícia. A corrupção mata”.


11 comentários

  1. VLemainski -Cascavel-PR
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 17:22 hs

    Vindo do nosso senador, poderemos, com certeza, esperar uma lei justa e bem redigida. Entretanto, não tenho certeza da celeridade por parte do judiciário…

  2. PK
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 17:24 hs

    PDT é partido de encosto de corruptos; e só agora que o partido esta com o ministerio do trabalho na degola que o seu Pedro apareceu com essa de crimes hediondos. Só agora que viram que a corupção faz mal não só aos brasileiros que estão de sol a sol correndo atraz do pão de cada dia. E VEJA SÓ O RELATOR ESSE ENTÃO NÃO DA NEM PRA COMENTAR É OUTRO QUE VIVE SÓ NA ABA DO MEU CHAPEU, OU É PENA DE PAPAGAIO OU OUTRO ENFEITE QUE CHEIRA
    MAL

  3. SYLVIO SEBASTIANI
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 17:35 hs

    Senador Álvaro Dias, não se esqueça dos corruptores, pois estes que são os piores.

  4. Lucas
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 17:38 hs

    Um projeto valioso, mas que vai dar em nada…Não vão aprovar a auto-punição!!!

  5. tony
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 18:41 hs

    Indigando lamenta: vem aí mais uma Lei Seca, da Ficha Limpa e contra o Nepotismo. Só funcionam no papel. E olha lá. Sai desta Álvaro, só vai pagar mico.

  6. Sidnei Belizário de Melo
    quarta-feira, 30 de novembro de 2011 – 23:42 hs

    Parabéns Senador Álvaro Dia pelo cargo de relator deste projeto de Lei, é de suma importância para punir quem comete os crimes de concussão, corrupção passiva e a corrupção ativa como crime hediondos. Só assim para diminuir a corrupção em todos os níveis no Brasil.

  7. quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 – 0:39 hs

    Concordo plenamente com o senador alvaro dias. A sociedade brasileira e principalmente os mais pobres não podem mais conviver ou mesmo aceitar passivamente tanta roubalheira. Parece que todos tem seu preço e o dinheiro compra tudo sendo que o desvio de bilhões de reais de dinheiro público a cada ano são desviados para os bolsos dos corruptos. Precisamos tratar a coisa pública com mais seriedade. E isto deve acontecer em todos os níveis a começar por cada um de nós.

  8. Origem
    quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 – 8:58 hs

    Neste lei seria importante no minimo devolver o dinheiro aos cofres públicos

  9. Dona pink
    quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 – 10:20 hs

    Vale mais uma…um dia acaba…ou acabam o Pais.

  10. Zé da Silva
    quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 – 11:46 hs

    Sugestões de emendas para a tal PL: a água é molhada, o gelo é gelado, o fogo é quente e a cara de peroba desses caras é dura, etc…………

  11. Francisco
    segunda-feira, 5 de dezembro de 2011 – 14:49 hs

    Duvido que o Alvaro va ate o fim nisso.
    Ja pensou o que aconteceria com o partido do Paulo Preto,…?com o parttido do Jose Roberto Arruda?
    Com Jackeline Roriz e familia? Todos flagrados e filmados, não teriam como dizer não fiz

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*