Votação de projeto que amplia número de táxis é adiada | Fábio Campana

Votação de projeto que amplia número de táxis
é adiada

www.cmc.pr.gov.br

O vereador Jairo Marcelino (PSD) adiou até o dia 22 de novembro a votação da redação para segundo turno do projeto de lei de sua autoria que prevê critérios para licitação do serviço de táxis. A decisão, segundo ele, foi tomada em comum acordo com o líder do prefeito na Casa, João do Suco (PSDB), e o presidente da Comissão Especial dos Táxis, Jair Cézar (PSDB).

Entre as mudanças previstas no projeto original aprovado em primeira discussão no início do outubro estão a garantia de que os motoristas contratados por donos de táxis terão prioridade para receber as novas permissões e que o aumento máximo da frota seja de 20%.


Atualmente, a frota curitibana de táxi é de 2.252 carros e o projeto prevê a ampliação em 20%, o que representaria mais 450 carros na cidade. Em comparação com outras capitais brasileiras, Curitiba tem a sétima pior relação taxi/habitantes: um veículo para 778 pessoas, bem abaixo do parâmetro mundial que estabelece como ideal a existência de um táxi a cada 300 habitantes.

Segundo Jair Cézar, até a primeira quinzena de novembro a comissão vai levantar dados e subsídios para estruturar o projeto na prefeitura. “Para que se efetive um resultado satisfatório a todas as partes, esperamos a coincidência do término do trabalho da comissão até o final da primeira quinzena de novembro”, completou João do Suco, na tribuna, ao encaminhar a votação desta terça-feira.


2 comentários

  1. Roberto
    quarta-feira, 19 de outubro de 2011 – 11:16 hs

    Por que não se aconselham com os vereadores que entendem bastante de frota de táxi?
    Nada melhor que perguntar para quem é do ramo.
    Não é à toa que os táxis de curitiba são laranjas.

  2. tony
    quarta-feira, 19 de outubro de 2011 – 18:42 hs

    Indignado pergunta: por que tanta demora? Por que a simples concessão de mais de meia dúzia de placas é tão complicada? O qúer será que os vereadores estãoq uerendo em troca? A cidade tem quase 2 milhões de habitantes, e não temos nem 1% deste total em táxis. Então tem placa a dar com pau para serem dsitribuídas, ou não temos? ACarlos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*