PPS pede abertura de inquérito para investigar Orlando Silva | Fábio Campana

PPS pede abertura de inquérito para investigar Orlando Silva

O PPS pedirá ao Ministério Público que investigue a denúncia envolvendo o ministro do Esporte, Orlando Silva, em desvio de dinheiro público do Programa Segundo Tempo. O partido ingressa, nesta segunda-feira (17), às 15 horas, com representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo que o órgão abra inquérito para apurar a veracidade da reportagem da revista Veja publicada neste sábado, que revela o suposto esquema de corrupção no programa do governo federal criado para incentivar crianças carentes a praticar atividades esportivas.

Em entrevista, o autor da denúncia, o policial militar João Dias Ferreira, ex-militante do partido do ministro, PCdoB, conta, em detalhes, como era feito o desvio recursos do Ministério do Esporte através da organizações não-governamentais (Ongs). Ele acusa Orlando Silva de comandar o esquema e de receber pessoalmente, na garagem do ministério, parte do dinheiro.


“As revelações são estarrecedoras, o que exige do Ministério Público rápida e aprofundada investigação de toda essa sujeira, que cobre de lama o governo Dilma”, disse o deputado Rubens Bueno (PR), líder do PPS na Câmara e secretário-geral do partido.

De acordo com a Veja, funcionava dentro do Ministério do Esporte uma estrutura organizada pelo PCdoB para desviar dinheiro público usando ONGs amigas como fachada. Estima-se que teriam sido desviados, em oito anos, cerca de R$ 40 milhões dos cofres públicos. O ex-ministro do Esporte e governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, também aparece na reportagem como sendo um dos beneficiários do esquema. “Vamos pedir que o Ministério Público intime todas as pessoas citadas na reportagem”, informou Bueno.


8 comentários

  1. Eleições 2012
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 10:45 hs

    Outra Análise.

    Ratinho Junior PSC – estão tentando fabricar uma criança, Curitibocas é conservadora, jamais grudaria tal personagem para uma disputa tão séria. Ouivndo ele no Rádio é na Tv do Pai dele, um verdadeiro amador, não tem panca de Lider, não tem discurso, não tem pegada séria. Fama do pai e dele é questionável com Provas.

    Luciano Ducci – Vem da base contrária, tem o Padrinho com Problemas de caixa 2, adora processar e censurar imprensa, o Derosso do seu Partido PSDB com problemas serissímos, agora mais um fato novo Rossoni com a duplicidade de salários, só devolveu porque este competente BLOG denúnciou-o sinão ele estva se pousando de o bom mocinho. Ducci nunca teve um voto, nós 75 bairros de Curitiba ele só está inaugurando obras para campanha, Obra dele mesmo nenhuma, o metrô não vai atender os 75 Bairros de Curitiba, apenas uma linha. Linha verde é linha dos nervos. Choque de gestão só com novas denúncias acada dia. O PPS que tem Urbs e cargos no Governo lança candidatura própria mostra que o Beto Richa e nem o Luciano Ducci manda e virou a casa damaria joana.

    Gustavo Fruet PDT – Vem de um trajetória sensacional Politicamente falando, o seu Pai é referência internacional, tem discurso, fez mais de 3 milhões de votos Senado, quase 700 mil só em Curiitba, já sai com mais de 50% da Preferência Municipal, temprojetos, tem experiência, não tem Derosso, não Rossoni, não tem caixa 2, é o novo é renovação, pode até Junho de 2012, trazer o PT da Dilma Gleisi Lula, o PR do Carlos Simões, PV da Roseane, é mais 7 Partidos ou mais porque niguém aposta em perdedores, assim com o Rafael Greca PMDB devagar é os outros partidos não ocupa o cenário com força os eleitores de Curitiba para não errar e não perder o voto elege Fruet no Primeiro Turno.

  2. DANIEL
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 10:45 hs

    ESSE ORLANDO SILVA É OUTRO QUE NÃO QUIS LARGAR A TETA MESMO DEPOIS DO LULA SAIR. ESTE TAMBÉM É DAQUELES QUE UTILIZARAM INDEVIDAMENTE O FAMIGERADO CARTÃO CORPORATIVO. JÁ DEVERIA TER SAÍDO A MUITO TEMPO DAQUELE MINISTÉRIO.

  3. Anônimo
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 10:57 hs

    Onde está a tchurma do PCdoB de Curitiba para defender o honrado ministro? Estão todos reunidos no country clube preocupadíssimos com seus empregos e com o futuro, entre sessões de academia e partidas de golfe.

  4. Tic Tac
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 12:19 hs

    E o CHORORO da PETEZADA continua……….kkkkkkkkkk

  5. salete cesconeto de arruda
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 13:38 hs

    Ti Tac
    O PT fez presidente por 4 anos. Depois mais 4. Agora vai ser 4 e depois mais 4 e ainda poderá ter mais oito do SABIO LULA. Assim sendo quem está de chororo e de quatro não parece ser o PT não.
    De quatro em quatro o PT vai deixando sua marca: fim da miséria,
    fim do FMI, etc. etc. etc.
    Enquanto isso Dilma vai tendo aprovação recorde também como o AMADO E QUERIDO LULA que hoje é REVERENCIADO em todos os países por onde passa.
    O que se passa na tua cabeça para achar que a turma do PT está chorando se até a barrigada da Educativa já vai resultar em demissão de tucanos?
    Pois é.

  6. julianoschmitt
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 14:17 hs

    o PPS só sabe criticar não faz nada.

  7. JOAO CRUZ - PARANAGUÁ
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 14:21 hs

    E O FUNDO PARTIDÁRIO QUE BANCA A VIDA DOS BUENO? ISTO O PPS NÃO QUER SABER, NÉ?

  8. Ernesto
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 14:41 hs

    Para se ver o quanto a Revista Veja está se fiando em fontes corruptas e barra pesada, daquelas que não dá para confiar denúncias apenas na lábia, é bom relembrar esse episódio de 2010:

    O ex-policial João Dias Ferreira e o contador Miguel Santos Souza foram presos em abril de 2010 pela Polícia Civil do Distrito Federal, por causa de um esquema para fraudar convênios junto ao Ministério do Esporte.

    Hoje, João Dias Ferreira faz denúncias contra o ministro dos esportes, Orlando Silva, na revista Veja, na lábia, sem apresentar provas.

    Em 2010, o contador Miguel Santos Souza recebeu oferta de R$ 200 mil do advogado Clauber Madureira Guedes da Silva, para fazer uma denúncia falsa dizendo que teria visto Agnelo Queiroz (PT/DF) manuseando dinheiro (coisa muito semelhante à denúncia que apareceu na revista Veja, agora contra Orlando Silva).

    Era campanha eleitoral e disputavam o governo do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT) e Weslian Roriz (PSC), mulher de Joaquim Roriz (ele estava impedido de se candidatar pela Justiça Eleitoral, devido à ficha suja).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*