Nem Dylan, nem Murakami, sueco Tranströmer ganha Nobel de Literatura | Fábio Campana

Nem Dylan, nem Murakami, sueco Tranströmer ganha
Nobel de Literatura

O poeta sueco Tomas Tranströmer foi o escolhido para receber o prêmio Nobel de Literatura 2011. O representante do comitê disse que Tranströmer foi premiado porque “através de suas imagens condensadas e translúcidas, ele nos oferece um novo acesso à realidade”.

Além de passar a integrar o rol de vencedores do prêmio, ele recebe medalha, diploma e o prêmio de 10 milhões de coroas suecas, o equivalente a R$ 2,7 milhões. A cerimônia de premiação acontece em dezembro.


Obra
Um dos poetas mais importantes da Suécia, Tanströmer nasceu em 1931 e lançou sua primeira obra, “17 dikter” (“17 poemas”), em 1954. Ele estudou psicologia e poesia na Universidade de Estocolmo.

Sua obra foi traduzida para mais de 50 idiomas, e inclui títulos como “The great enigma: new collected poems”, “The half-finished heaven”, “For the living and the dead”, “Baltics”, “Windows and stones”.
Antes do Nobel, Tanströmer já havia sido premiado com o Aftonbladets Literary Prize for Literature, o Oevralids Prize, entre outros.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*