Metrô: conquista dos curitibanos | Fábio Campana

Metrô: conquista dos curitibanos

O metrô é uma conquista de todos os curitibanos, que sempre se orgulharam de sua cidade e de seu sistema de transporte. Ao longo de quase 40 anos, Curitiba consolidou uma posição de referência nacional e internacional em transporte coletivo.

Nesse período, Curitiba cresceu muito, em todos os sentidos. Já somos 1,7 milhão de moradores, numa cidade que, a cada semana, recebe 1.140 novos automóveis. Vale destacar que a possibilidade de hoje mais curitibanos terem acesso ao carro próprio é também uma conquista e um direito de todos, ao mesmo tempo em que aumenta o desafio do poder público de atrair as pessoas para o transporte coletivo.

Trecho do artigo “Metrô: conquista dos curitibanos”, do prefeito Luciano Ducci, publicado nesta terça-feira, 11, na Gazeta do Povo.

Leia a seguir a sua íntegra.

Metrô: conquista dos curitibanos

Luciano Ducci

O metrô é uma conquista de todos os curitibanos, que sempre se orgulharam de sua cidade e de seu sistema de transporte. Ao longo de quase 40 anos, Curitiba consolidou uma posição de referência nacional e internacional em transporte coletivo.

Nesse período, Curitiba cresceu muito, em todos os sentidos. Já somos 1,7 milhão de moradores, numa cidade que, a cada semana, recebe 1.140 novos automóveis. Vale destacar que a possibilidade de hoje mais curitibanos terem acesso ao carro próprio é também uma conquista e um direito de todos, ao mesmo tempo em que aumenta o desafio do poder público de atrair as pessoas para o transporte coletivo.

O sistema de transporte em superfície, tão eficiente por tanto tempo, começou a apresentar sinais de sobrecarga em algumas regiões da cidade, que tiveram crescimento populacional acelerado. Medidas importantes vêm sendo tomadas para acompanhar com qualidade essa demanda.

O Metrô Curitibano é parte importante de uma estratégia de modernização e renovação completa do sistema de transporte público da cidade.

Nesse sistema, estamos implantando mais e melhores ônibus, revitalizando trajetos, exigindo das empresas mais qualidade e respeito para com os curitibanos. Vamos revitalizar todos os terminais, levar o Ligeirão a novos eixos, trazer a modernidade da tecnologia ao alcance dos usuários.

Na outra ponta dessa equação, estamos investindo como não se via há décadas em uma completa renovação do sistema viário. São novas vias revitalizadas, novos eixos, novos binários, trincheiras, viadutos, o anel viário central, enfim, um conjunto de soluções para aumentar a fluidez e a segurança de quem se move pela cidade.

O Metrô Curitibano vem se somar a esse enorme conjunto de inovações. E vem para se transformar, desde já, em um marco de planejamento e evolução urbana.

O transporte por baixo da terra é seguro, rápido, confortável e não-poluente. O metrô vai atender, inicialmente, 400 mil curitibanos que vivem e trabalham ao longo do eixo que mais cresceu no sistema de transporte, entre a CIC-Sul e a região central da cidade.

O curitibano que embarcar no Pinheirinho descerá na Rua das Flores em menos de 25 minutos. Sem a preocupação de dirigir, sem que o seu carro emita um só grama de carbono. E, ao final do dia, voltará mais cedo para a sua família.

Na superfície, onde hoje trafegam os ônibus na canaleta, os curitibanos verão nascer um parque linear com 13,4 quilômetros de ciclovias, áreas de lazer, de esporte, de convivência. O concreto da pista que hoje suporta os ônibus vai passar a ser cenário de crianças em suas brincadeiras, das bicicletas em espaço nobre, cenário de natureza em que devolveremos aos curitibanos o melhor da sua cidade.

Com o metrô, os 110 ônibus que circulam hoje no trajeto deixarão de rodar 19,4 mil quilômetros por dia. Isso significa a redução da emissão de 8,5 mil toneladas de CO2 por ano na atmosfera e também a redução de três decibéis de ruído.

O metrô é, há muito tempo, um modal de transporte eficaz ao redor do mundo. É essa realidade, neste tempo de desenvolvimento do Brasil, para o qual trabalham diariamente os curitibanos, que agora conquistam o seu metrô. É, também, uma conquista que mostra o poder de articulação dos curitibanos em todos os níveis, Prefeitura, Governo do Estado, Governo Federal e sociedade civil, todos juntos, trabalhando neste importante projeto para a cidade.

Luciano Ducci, 56 anos, é médico e prefeito de Curitiba


16 comentários

  1. jorge fotografo
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 12:02 hs

    Antes da chegada da Dilma prevista para quinta-feira o metrô era mérito do Luciano Ducci, do beto Richa, etc… agora que os meios de comunicação estão divulgando o montante que o Governo Federal está aportanto para a viabilização do metrô (1 bilhão a fundo perdido + 750 milhões via PAC) e não tem como esconder isso, agora o metrô ganhará inúmeros pais (ou mães)… mas o fato é que mais uma vez o Governo Federal (do PT) está fazendo acontecer os investimentos estruturais que a cidade e o estado precisam… essa é mais uma demonstração que o governo do PT não é sectarista e distribui os recursos de acordo com os projetos, coisa que não acontecia antes da chegada de Lula e do PT ao poder… espera-se que finalmente os curitibanos comecem a abrir os olhos e ver quem é quem na história política desse país…

  2. Revoltado
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 12:03 hs

    É o governo Federal (PT) investindo na população!

  3. terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 12:14 hs

    Nada de mais para uma Cidade que se acostumou a ser citada como referência em eventos, seminários, cursos, palestras, e na midia…

    Nos acostumamos a ver Curitiba dar exemplo em muitas áreas, especialmente no Transporte coletivo, sempre fomos vanguarda, e os mandatários que por aqui se instalaram trataram de manter essa escrita, e alguns até melhoraram…

    A Cidade e seus Gestores estão de parabéns, Curitiba já estava merecendo isso a muito tempo…

    Como Curitibano me sinto privilegiado e orgulhoso.

    Celso Bonfim / Gestor Tributário / Pós-Graduado, MBA em Gestão Pública, MBA em Administração Tributária, MBA em Administração Pública e Governo, Especialista em Metodologia da Educação no Ensino Superior / Palestrante de Planejamento Tributário, Prática Processual Fiscal, Tributos Municipais, Gestão Pública, Direitos e Garantias Individuais e Coletivas. / Professor Universitário / Funcionário Público a 33 anos.

  4. Não sai do Papel
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 12:20 hs

    Em 2008 ( ….3 anos) Lula veio ao Paraná e anunciou em “Grande Estilo “a engorda das praias do Paraná ( PAC 2) foi uma fez festa, vejam como estão as praias do Paraná em 2011…. do mesmo jeito. Entre discurso e prática existe um fosso abissal, não sai nada, mais uma enganação, ainda mais que Governo do Estado e Prefeitura fazem oposição ao Governo Central.

  5. Não sai do Papel
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 12:30 hs

    Em 2008 ( ….3 anos) Lula veio ao Paraná e anunciou em “Grande Estilo” a engorda das praias do Paraná ( PAC 2) foi uma fez festa, vejam como estão as praias do Paraná em 2011…. do mesmo jeito. Entre discurso e prática existe um fosso abissal, não sai nada, mais uma enganação, ainda mais que Governo do Estado e Prefeitura fazem oposição ao Governo Central.
    Mais um detalhe: a crise mundial que se avizinha vai ser pior que a de 2008 e ainda estão anunciando obras faraônicas, dinheiro da onde? chega de demagogia…….

  6. Questionador
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 13:06 hs

    -Mais um conquista para a capital do Paraná e não só dos curitibanos, mas de todos os paranaenses!!!
    -Este pronunciamento sobre o metrô é excelente, pois o Estado do Paraná está na direção certa, junto ao progresso, renegado por 8 anos de pseudo-governo!!!

  7. SYLVIO SEBASTIANI
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 13:28 hs

    Essa história do Metrõ é pura fantasia. Já lí isso em diversos jornais em Curitiba, que até já fecharam. Tinha uma coleção deles =, mas foi para o lixo

  8. paulo
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 13:42 hs

    METRÔ É A TENTATIVA DE ELEIÇÃO DO PREFEITO DE OCASIÃO!
    QUEM ENTENDE DA COISA SABE BEM DA BESTEIRA QUE SE ESTÁ FAZENDO!

  9. Lucas
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 16:14 hs

    Lubomir lamenta também a prioridade que se dá à construção do metrô – “totalmente desnecessário para Curitiba”, opina. Mais importante, entre outras medidas mais simples e de menor custo, é aumentar a capacidade dos biarticulados (como vem sendo feito), desalinhar as estações-tubo, melhorar a eficiência da sinalização e realizar obras viárias de menor porte. Já está provado: um biarticulado ganharia 25 minutos no percurso Santa Cândida-Praça do Japão. No eixo Boqueirão-Carlos Gomes, o ganho de tempo foi de 20 minutos.

    A irritação do arquiteto au­­­­menta quando constata que, para fechar as contas do transporte coletivo, o preço da passagem deveria ser, hoje, de R$ 2,70, mas a prefeitura impôs a tarifa política de R$ 2,50. O resultado é um prejuízo mensal que tem sido arcado pela Urbs. E, por fim, uma previsão impopular para o metrô: “Sim, a tarifa do metrô será igual à dos ônibus; só que a tarifa do ônibus terá de subir muito para viabilizar o metrô. Isto é, quem andar de ônibus estará pagando o preço do metrô!”

  10. carlao
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 18:04 hs

    por favor, peço as autoridades da urbs e diretram que mudaram o trajeto da rua umberto castelo branco um pouco pra frente do extra supermercado. Com a mudança ficou totalmente complicado o tansito, fizeram uma mudança sem pé nem cabeça, estragaram completamente
    a circulçao de veículos, colocaram mao unica deixaram o transito completamente engarrafado, peço que as autoridades competentes vão a té o local e verifiquem de manha a noite para constatarem a burrada que fizeram.

  11. Tic Tac
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 18:08 hs

    Elles continuam debochando da cara do paranaenses…….kkkkkkk

    Quantas vezes o governico do PT já veio ao PR bravatar ????

  12. Emilio
    terça-feira, 11 de outubro de 2011 – 18:28 hs

    O difícil na sociedade é aceitar que os esforços de um homem são superiores aos interesses particulares deste. Pois este que se esforça por todos e tem em princípio servir ao seu semelhante sempre esta focado na evolução do homem e da sociedade que vive. Parabéns por mais uma conquista, e melhoria da qualidade com progresso para Curitiba e para o Paraná.

  13. Luis
    quarta-feira, 12 de outubro de 2011 – 10:13 hs

    Melhor seria fazer o cartão de transporte valer de uma vez! Crescemos e o modelo atual está defasado. E o está pelo custo aos passageiros e quantidade e horários de linhas de ônibus. Está na hora de termos uma solução de cidade grande, como Barcelona, Paris, Nova Iorque, Lisboa, Frankfurt (enfim, qquer cidade desenvolvida). Atualmente seria mais barato e prático para Curitiba implantarmos o bilhete único (Cartão de Transporte Integrado). Estamos perdendo o posto de cidade exemplo de transporte para:

    São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Bilhete_%C3%9Anico

    São Luis: http://imirante.globo.com/noticias/2011/06/29/pagina278121.shtml
    São José dos Campos: http://www.sjc.sp.gov.br/secretarias/transportes/integracao_temporal.aspx
    Caxias do Sul: http://www.visate.com.br/site/index.php?pg=iu07

    Vamos pensar diferente! O sistema semi-integrado por terminais está morto! Ter que chegar até os terminais faz com que as pessoas fiquem mais tempo dentro do ônibus, resultando em ônibus lotados desnecessariamente. Vamos pensar sobre isso!

  14. Luis
    quarta-feira, 12 de outubro de 2011 – 10:16 hs

    A integração entre metrô e ônibus é igual à integração entre as diferentes linhas de ônibus. E esta será uma questão a enfrentar… isso se as empresas de transporte de Curitiba liberarem o metrô.

  15. Fran
    quarta-feira, 12 de outubro de 2011 – 11:37 hs

    Agora todos querem ser pais do projeto, mas quando o metrô se comprovar ineficiente para suprir a demanda, quero ver quem vai assumir a culpa! Como já foi dito por muitos especialistas, inclusive pelo Jaime Lerner, existem outras alternativas muito mais baratas inclusive para tentar resolver o problema do transporte de massa!

  16. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 12 de agosto de 2015 – 10:25 hs

    E AGORA COMO FICAMOS, NESTA ÉPOCA TODOS OS PETISTAS APARECERAM AQUI FOI UM FURDUNÇO. EITA DILMA E AGORA ?????

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*