Justiça cassa mandato de Rasca | Fábio Campana

Justiça cassa mandato
de Rasca

Do Blog da Joice

A Justiça Federal cassou o mandato do deputado estadual Rasca Rodrigues (PV) por suposta irregularidade em processo de concessão de licença ambiental. A perda de mandato porém, não é imediata. Rasca pode permanecer no cargo enquanto recorre da decisão. Se for mantida a posição da justiça, ele também perderá os direitos políticos por cinco anos e pode ter de pagar multa equivalente a 50 vezes a própria remuneração, ou seja, quase R$1 milhão, já que o salário de deputado chega a R$20 mil. Rasca Rodrigues foi condenado por ter ocupado simultaneamente dois cargos públicos durante a liberação do licenciamento da usina Hidrelétrica de Mauá. Ele era presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), órgão responsável pela concessão da licença, e integrante do conselho fiscal da Copel, empresa interessada na construção da usina.


15 comentários

  1. Anônimo
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 14:40 hs

    Para os interesses da Copel e outras tralhas públicas ele sempre dava lincenças a mando do chefe.

  2. Rafael
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 14:46 hs

    TORROU UMA GRANA DANADA NA CAMPANHA PRÁ GANHAR SOMENTE 18 MIL VOTOS. RUIM DE VOTO E DE CARÁTER. PAU NESTE CABRA É POUCO.

  3. Bola Furada
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 16:19 hs

    É um mais sujo do que o outro. Cadeia nele !!!!!!!!!!!
    Raska, pede para sair pô !

  4. Monica Gatuso
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 16:38 hs

    A Justiça tarda, mas não falha. Era conhecidíssimo os casos de licença ambiental na gestão Requião/Rasca. Vamos começar a colocar a situação política do Paraná como exemplo. Tem o caso do Derosso também. Por favor chega de impunidade, de descaramento. Se as coisas não acontecerem o povo vai votar nulo mesmo~
    Chega de Impunidade!

  5. LIRA D'ÁGUA
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 17:43 hs

    Corram que o bicho vai pegarrrrrrrrrrr!!!!

  6. tony
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 18:26 hs

    O Rasca vai perder o mandato dele como o Vanhoni perdeu o dele, ou seja, não vai acontecer nada. Indignado

  7. Leonardo Rocha
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 19:29 hs

    A campanha do Rasca foi as das mais caras: registrado foi R$ 750 mil. Tem um monte de fornecedor do Estado é só ver no site “As Claras”.
    De onde essa dinherama?

  8. Zangado
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 19:33 hs

    Interressante que no período requiônico as ditas autoridades de controle público do Estado (ministério público, tribunal de contas, parlamentares) nunca viram nada irregular em atos emanados dos centros do poder …

    Se não fosse o Ministério Público FEDERAL e a Justiça FEDERAL não teríamos nenhuma chance contra o imenso cabedal de improbidades denunciadas à farta pelos meios de comunicação.

    O passivo judicial do pedágio, por exemplo, mais de 140 ações judiciais que resultaram num prejuízo de mais de 300 milhões aos cofres públicos, sem baixar nem acabar com o dito, estimados publicamente pelas concessionárias e a serem cobrados a qualquer momento, ninguém quer apurar responsabilidades – por que será ?

  9. marcos fanta
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 21:09 hs

    kkkkkkk, eu te falei barbudo, quem ri por ultimo ri melhor,
    agora tem que ir atras dos assessores dele, espalhados pelo paraná inteiro, inclusive no litoral que tem assessor aplicando multa e depois indo lá pra negociar.

  10. DEXTER
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 21:10 hs

    E o Burco? Quando vai ser penalizado pelas atrocidades que fez?
    Alô Alô MP! Aquário litoral! Parque Araucárias! PCHs em Pitanga, Antonina, Rio Azul! Etcetera!

  11. Jober
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 22:18 hs

    Esse é suspeito e do time da venda de periquito lembram? Barbaridade! Tem muita gente grande no meio!!! E agora?

  12. LEAD
    sábado, 15 de outubro de 2011 – 22:47 hs

    Ahhh!!! Não!!!! Logo agora que ele virou ecologista de carteirinha e, digamos assim, desde criancinha?

  13. donapink
    domingo, 16 de outubro de 2011 – 14:48 hs

    as máscaras começam a cair…

  14. Edilson Hugo Ranciaro
    domingo, 16 de outubro de 2011 – 20:51 hs

    É bom lembrar também os acordos em Pontal do Paraná, com o Prefeito atual.

    Não se esqueçam que no TCE tem o mandante ou melhor o mafioso que engaveta.

  15. PV de Verdade
    segunda-feira, 17 de outubro de 2011 – 20:01 hs

    Rasca retira pré-candidatura à prefeitura de Curitiba

    Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira,17, com a direção estadual do Partido Verde, sob a presidência da deputada federal Rosane Ferreira, o deputado estadual Rasca Rodrigues (PV) retirou a sua condição de pré-candidato a prefeito de Curitiba. Essa decisão se deu em face à sentença da Justiça Federal que condenou o deputado à perda de mandato por suposta irregularidade no processo de concessão de licença ambiental para a construção da hidrelétrica de Mauá, no Rio Tibagi, quando Rasca Rodrigues era presidente do Instituto Ambiental do Paraná. A decisão judicial de primeira instância foi proferida pelo Meritíssimo Juiz Roberto Lima Santos, da 1ª Vara Federal de Londrina.

    A iniciativa de retirar a pré-candidatura partiu do próprio parlamentar, que alegou precisar de mais tempo para se dedicar a sua defesa perante a Justiça Federal, o que foi prontamente aceito, por unanimidade, pelos parlamentares e dirigentes do Parido Verde do Paraná. Com isso, perante o Partido Verde está oficialmente retirada a pré-candidatura do Deputado Rasca Rodrigues à prefeitura de Curitiba.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*