Dilma empossa novo ministro do Esporte | Fábio Campana

Dilma empossa novo ministro do Esporte


Foto: Agência Brasil

Da Agência Brasil

Ao dar posse ao novo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, hoje (31), no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff reforçou a confiança na inocência do antecessor dele na pasta, o ex-ministro Orlando Silva. Dilma chamou Silva de companheiro de governo e disse que, com sua saída, ele ganhava liberdade para defender-se das acusações que o levaram a sair do cargo. “Ele [Orlando] ganha plena liberdade para lutar para restituir a verdade”, disse a presidenta.

Orlando Silva entregou o cargo na semana passada depois de tentar resistir por duas semanas, após a publicação, pela revista Veja, de acusações de recebimento de dinheiro proveniente de desvio do Programa Segundo Tempo. O esquema, de acordo com a reportagem, envolvia também o partido de Orlando, o PCdoB, acusado de fazer caixa de campanha com recursos desviados do programa.

Dilma também elogiou o PCdoB, partido que, apesar das suspeitas sobre o envolvimento no esquema de desvio de recursos, ela decidiu preservar na pasta. “Perco um colaborador, mas preservo o apoio a um partido que, em meu governo, considero fundamental.”

Aldo Rebelo também fez elogios ao PCdoB, ao programa Segundo Tempo e ao ex-ministro Orlando Silva. Ele lembrou o tempo da ditadura militar em que o “sangue do partido foi derramado em nome da democracia”. “O bem que os homens fazem é enterrado com seus ossos e o mal é levado para sempre”, disse, defendendo seu antecessor. “Talvez mais que inocente, o senhor seja vítima”.

Rebelo lembrou que o Segundo Tempo foi concebido sem ter uma estrutura física para que funcionasse e citou como feito do programa a criação de áreas para a prática de esportes em escolas e praças. O novo ministro dirigiu-se à Dilma para dizer que o convite para integrar a equipe ministerial foi aceito com a ciência de que há desafios do Ministério do Esporte que estão além de sua competência. “Eu assumi essa responsabilidade com a humildade de saber que o desafio talvez esteja em um nível mais elevado que minha capacidade. Os desafios são mais leves e menores pelo que já foi feito”, considerou.

O ex-ministro Orlando Silva repetiu, na cerimônia de posse do sucessor, que vai lutar para provar que é inocente das acusações de envolvimento no esquema de desvio de recursos públicos que acabaram motivando sua saída do governo. Em um discurso longo e emocionado, Silva enfatizou que “a verdade” aparecerá em breve.

“Estou feliz por poder olhar nos olhos de cada um de vocês e dizer que sou inocente. Os dias vão passar e a verdade vai aparecer”, disse o ex-ministro que foi aplaudido pelas pessoas presentes à posse de Rebelo. Entre elas, estavam o ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, além de dirigentes dos principais clubes de futebol e de vários políticos.


5 comentários

  1. GASTÃO
    segunda-feira, 31 de outubro de 2011 – 19:09 hs

    MUDOU O CHEFE. MAS A QUADRILHA CONTINUA A MESMA;

  2. Décio
    segunda-feira, 31 de outubro de 2011 – 19:43 hs

    Tiraram uma mala cheia de dinheiro para colocar um mala cheio de agrotóxico…

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 31 de outubro de 2011 – 20:50 hs

    Não basta só isso, precisamos de uma varredura providencial, afim de fazer uma limpeza na República Brasileira, afrontada e degradada pelo débil mental chamado de Lula da Silva e que se considera presidente vitalício e dono do Brasil e você DILMA, esta lá, a frente de toda esta corrupção que hoje envolve o Brasil. aliás, importante ressaltar que, esta mulher também representa aos brasileiros “herança malditta de Lula”..

  4. Osiris Duarte de Curityba
    terça-feira, 1 de novembro de 2011 – 9:02 hs

    MINISTRO ORLANDO SILVA … AQUELE ABRAÇO …

  5. ANTONINENSE BEM INFORMADO
    terça-feira, 1 de novembro de 2011 – 10:50 hs

    OSIRIS, LEVA ESSE ATREVIDO PARA SUA CASA!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*