Brasil leva 7 medalhas no primeiro dia do Pan | Fábio Campana

Brasil leva 7 medalhas no primeiro dia do Pan

Foi a melhor estréia do Brasil em jogos Pan-Americanos. O Brasil terminou seu primeiro dia no Pan em segundo lugar no quadro de medalhas. Foram 7 no total, sendo 1 de ouro, 4 de prata e 2 de bronze. A liderança é dos Estados Unidos que já dispararam com 7 primeiros lugares e 14 medalhas ao todo.

O ouro foi conquistado pelo nadador Thiago Pereira, que confirmou sua hegemonia em edições do torneio vencendo os 400m medley. Foi a sétima medalha de ouro de Thiago em Pans e a décima no total, ficando a duas de Hugo Hoyama, o maior medalhista na história brasileira da competição.

Ainda nas piscinas, o Brasil conseguiu mais três medalhas de prata, a primeira com Daynara de Paula, nos 100m borboleta, depois com Joana Maranhão, nos 400m medley e encerrou como segundo no revezamento 4x100m livre. A outra prata veio com Yane marques, que ficou na segunda posição do pentatlo moderno.

A paranaense de Toledo Angélica Kvieczynski (foto) ganhou a medalha de bronze na prova geral da ginástica rítmica e comemorou muito. Angélica chegou a pensar em abandonar a ginástica após uma cirurgia no joelho direito em 2010.

“Estou nas nuvens. Nunca imaginei ganhar esse bronze. Acho que o fato de eu ter cativado o público me valeu alguns pontos no quesito artístico. Isso fez toda a diferença”, disse Angélica após a vitória. “Tive um ano muito difícil, pensei mesmo em desistir de tudo. Chorei muito, dizia que não aguentava mais, mas persisti e valeu muito a pena. Agora é pensar nas finais por aparelho. Quero brigar pela vitória em todas elas. Mas esse bronze já vale ouro para mim”, completou.

Nas quadras, o handebol e o vôlei feminino também bateram seus adversários. O handebol passou por cima dos Estados Unidos vencendo por 50 a 10. Já as meninas do vôlei tiveram dificuldades, mas venceram a República Dominicana por 3 a 1, com parciais de 25-22, 21-25, 25-16 e 25-20.

O susto ficou por conta de Jaqueline que bateu a cabeça com Fabiana e teve de ser hospitalizada. Jaqueline sofreu uma fratura nas vértebras C5 e C6 da coluna cervical, além de uma concussão. A atleta se recupera em Guadalajara e passa bem, mas não volta a jogar no Pan.

As informações são da Rede Record.


Um comentário

  1. borrachada
    domingo, 16 de outubro de 2011 – 21:05 hs

    Este é o verdadeiro paradoxo! Por um lado esta meninada que nos enche de orgulho de ser Brasileiros.Vão a luta por seus esforços, méritos , sacrificios e colhem os merecidos louros .
    Por outro, esta bandalheira politica que só nos envergonha com seus cambalachos, roubalheiras e uma infinidade de “não sei”, “não vi” etc… que colhe o resultado através do unico esforço de “pegar o pacote”!
    Parabéns meninada. Vocês não são mais o futuro do Brasil, mas sim o presente e o futuro ,através do exemplo maravilhoso que nos presenteiam.
    Que a classe politica se espelhe em vocês e tome, de uma vez por todas, VERGONHA NA CARA!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*