Beto Richa lança programa Modernizando a Gestão Pública | Fábio Campana

Beto Richa lança programa Modernizando a Gestão Pública

Da Aen

O governador Beto Richa lança, nesta terça-feira (4), o programa Modernizando a Gestão Pública, em parceria com o Movimento Brasil Competitivo (MBC). A medida dá suporte à proposta de oferecer cada vez mais serviços públicos de melhor qualidade e evitar o desperdício de recursos, atendendo os preceitos dos Contratos de Gestão, assinados pelo governador com todos os secretários estaduais.

O presidente da Câmara de Política de Gestão e Competitividade do governo federal, Jorge Gerdau Johannpetter, é fundador do MBC e participará do lançamento do programa, que tem como objetivo tornar mais eficiente a gestão administrativa e financeira do estado, a partir de uma proposta de apoio técnico para melhoria do controle fiscal e orçamentário. O MBC tem uma longa folha de serviços prestados às administrações estaduais de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Sergipe e Rio de Janeiro e na Prefeitura de Curitiba, além de diversos outros municípios brasileiros, com excelentes resultados na melhoria da gestão e da transparência.


8 comentários

  1. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 3 de outubro de 2011 – 19:15 hs

    Mais uma enganação.

    A melhoria da gestão pública, passa pela REDUÇÃO do tamanho da Burocracia.

    Diminuição de Secretarias,
    Eliminação de centenas de cargos comissionados´e
    Melhor aproveitamento dos funcionários de carreira.

  2. OSSOBUCO
    segunda-feira, 3 de outubro de 2011 – 20:49 hs

    Primeiro vêm os contratos de gestão, depois v~em as OSCIPs e depois vêm as privatizações.
    Esse é o roteiro tucano, sem falar que depois o dinheiro acaba e tem que emprestar no BID ou no FMI.

  3. Mônica Freitas
    segunda-feira, 3 de outubro de 2011 – 21:50 hs

    Parabéns Beto Richa. O Paraná dia-a-dia ficando com uma face moderna e de maior respeitabilidade. Sepultada a era do obscurantismo e opressão de atitudes!
    Viva o Paraná!

  4. S Y N F R O N I O.
    terça-feira, 4 de outubro de 2011 – 9:05 hs

    Isso e balela, e campanha politica queremos ver e fatos concreto, diminuiçao
    dos cargos comissionados para acomodar cabos eleitorais, desvios indescri-
    mindos nas camaras municipais, ALP, estatais, e os superfaturamento das
    obras publicas.
    e para finalizar, melhorar a imagem cavernosa dos profissionis da politica que
    anda mas suja que pau de galinheiro.

  5. Jurandir Taques
    terça-feira, 4 de outubro de 2011 – 9:16 hs

    Todos os ”governantes” do Brasil até aqui, falam em cortes de despesas – mas não dizem quais despesas – mas, querem o aumentos de impostos como se não fôssemos o campeão mundial em impostos.

    Nenhum governante fala em:

    1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) dos poderes da República;

    2. Redução do número de deputados da Câmara Federal, e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado e Ministérios, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do povo;

    3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

    4. Acabar com o Senado e com as Câmara Estaduais, que só servem aos seus membros e aos seus familiares. O que é que faz mesmo uma Assembleia Legislativa (Câmara Estadual)?

    5. Redução drástica das Câmaras Municipais e das Assembléias Estaduais, se não for possível acabar com elas.

    6. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades; Aliás, 2 partidos apenas como os EUA e outros países adiantados, seria mais que suficiente.

    7. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc.., das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;

    8. Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias… para servir suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias…

    9. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado;

    10. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.;

    11. Acabar com o vaivém semanal dos deputados e respectivas estadias em em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes;

    12. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós que nunca estão no local de trabalho). HÁ QUADROS (diretores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE CONSULTORIAS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES….;

    13. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que servem para garantir aos apadrinhados do poder – há hospitais de cidades com mais administradores que pessoal administrativo… pertencentes Às oligarquias locais do partido no poder…

    14. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar;

    15. Acabar com as várias aposentadorias por pessoa, de entre o pessoal do Estado e entidades privadas, que passaram fugazmente pelo LEGISLATIVO.

    16. Pedir o pagamento da devolução dos milhões dos empréstimos compulsórios confiscados dos contribuintes, e pagamento IMEDIATO DOS PRECATÓRIOS judiciais;

    17. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os ladrões que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente “legais”, sem controle, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efetivamente dela precisam;

    18. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;

    19. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.

    20. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu patrimônio antes e depois.

    21. Pôr os Bancos pagando impostos e, atendendo a todos nos horários do comércio e da indústria.

    22. Proibir repasses de verbas para todas e quaisquer ONGs.

    23. Fazer uma devassa nas contas do MST e similares, bem como no PT e demais partidos políticos.

    24.REVER imediatamente a situação dos Aposentados Federais, Estaduais e Municipais, que precisam muito mais que estes que vivem às custas dos brasileilros trabalhadores e, dos Próprios Aposentados.

    25. REVER as indenizações milionárias pagas indevidamente aos “perseguidos políticos” (guerrilheiros).

    26. AUDITORIA sobre o perdão de dívidas que o Brasil concedeu a outros países.

    27. Acabar com as mordomias (que são abusivas) da aposentadoria do Presidente da Republica, após um mandato, nós temos que trabalhar 35 anos e não temos direito a carro, combustivel, segurança ,etc.

    28. Acabar com o direito do prisioneiro receber mais do que o salario mínimo por filho menor, e, se ele morrer, ainda fica esse beneficio para a família. O prisioneiro deve trabalhar para receber algum benefício, e deveria indenizar a família que ele prejudicou.

    29. Rever verbas para UNE e outras entidades estudantis que, atualmente, só aplaudem o governo.
    Ao “povo”, pede-se o reencaminhamento deste e-mail.
    Se tiver mais algum item, favor acrescentar
    ”O QUE ME INCOMODA NÃO É O GRITO DOS MAUS,E SIM, O SILÊNCIO DOS BONS”(Martin Luther King)

    É só querer fazer, não acham?

    12 de Outubro – 15:00 horas – Av. Paulista – MASP
    Um milhão de pessoas na Avenida Paulista pela demissão de toda a classe política !!!
    Avise seus amigos !

  6. Revoltado
    terça-feira, 4 de outubro de 2011 – 9:46 hs

    A qualidade nos serviços públicos esta na valorização do funcionalismo e não na quantidade dos mesmos.
    Na segurança por exemplo: aumentar o efetivo sem implantar a Emenda 29 que valoriza os policiais não resolve o problema.
    Vamos parar de enganar o povo.

  7. gelson barbieri
    terça-feira, 4 de outubro de 2011 – 14:27 hs

    Campana o Beto precisa acordar. Se continuar nesta letargia quando ver o Fruet já é o prefeito de Curitiba e a derrota também se aproxima nas principais cidades do Estado.
    Ação de verdade governador. Ele deve começar reinciando a obra na estrado do cerne. acho que a estrada do cerce é a cara do governo Richa.

  8. Revoltado
    terça-feira, 4 de outubro de 2011 – 15:22 hs

    Gestão publica do Beto deve ser investimento em estadios de propriedade de clubes, nos proivilégios dados as concessionárias do pedagios, no aumento dos cargos comissionados…
    E para o povo e para o funcionalisma que trabalha nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*