Traficantes de Colombo cobram pedágio para liberar passarela | Fábio Campana

Traficantes de Colombo cobram pedágio para liberar passarela

Mesmo durante o dia, moradores evitam passar pela passarela

Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento da Banda B – A cobrança de pedágio não se restringe mais apenas as rodovias que cortam o estado do Paraná. Agora, de acordo com informações apuradas com exclusividade pela reportagem da Banda B, para passar por duas passarelas na BR-116, que ligam a Vila Liberdade com a Vila Zumbi, em Colombo, região metropolitana de Curitiba, só se o pedestre pagar um valor determinado pelos traficantes da região. A Polícia Militar do Paraná não tinha informações sobre a cobrança, isso porque a população tem medo em denunciar, conforme foi relatado à nossa equipe, na manhã desta sexta-feira (09).

Segundo moradores, a cobrança acontece sempre durante a noite e funciona assim: pessoas de mais idade pagam R$ 2, os mais jovens R$ 5 e, quem não pagar, é assaltado ou não tem o direito de passar pela ligação entre as vilas.

O grupo responsável pelo “pedágio” vem agindo há um mês na região e, desde então, a população tem evitado a passarela. A maioria vem preferindo atravessar a rodovia. “Prefiro ser atropelada do que ser assaltada”, disse uma moradora que não quer o nome divulgado.

A reportagem da Banda B foi até a Vila Zumbi pela manhã, mas os moradores, com medo, não quiseram dar detalhes sobre a cobrança. Uma jovem moradora, de 23 anos, que pediu para não ser identificada, contou que parou de trabalhar de noite, após ser assaltada duas vezes na passarela. “Quem não paga sofre as consequências. É melhor você passar por baixo, mesmo correndo o risco de ser atropelado, é mais seguro”, disse ela.

As passarelas entre as Vilas Zumbi e Liberdade foram construídas depois de muitos protestos dos moradores, que há tempos pediam pela travessia devido às inúmeras mortes por atropelamento na BR-116. Agora, com a atuação dos bandidos, o benefício se transformou em instrumento do medo. Os moradores pedem mais segurança na região com aumento do efetivo policial, para que todos possam usar a passarela sem serem ameaçados. O grande problema, é que o medo da população em denunciar faz com que a situação não chegue às autoridades.

A Banda B conversou com o Major Gonçalves, da 4° Companhia do 17º Batalhão da Polícia Militar. Ele destacou a importâcia de que estas denuncias cheguem a polícia e, inclusive, prometeu que rondas serão realizadas na região. “A população teme uma retaliação e prefere não denunciar. Iremos aumentar a fiscalização na região e ficar em cima disto, as medidas serão tomadas, num primeiro momento vamos aumentar o efetivo no local e prender estes marginais”, destacou.

Região marcada pela violência

A Vila Zumbi dos Palmares é uma região da Grande Curitiba marcada pela violência. No último dia 1º, por exemplo, a reportagem da Banda B relatou o cruel assassinato de um adolescente e uma criança de 11 anos, nas margens da BR-116, próximo à passarela em que o pedágio vem sendo cobrado. Um dos responsáveis pelo crime brutal já foi preso e afirmou que matou os dois menores por vingança de um conhecido das vítimas.


Um comentário

  1. tony
    sábado, 10 de setembro de 2011 – 16:03 hs

    E agora que a PM sabe vai fazer o quê? A esta hora já deve ter levar em cana esta bandida. Se até a rádio sabia, como é que a PM não sabia? Tony

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*