Secretário diz não ter pedido acerto de Sarney com Requião | Fábio Campana

Secretário diz não ter pedido acerto de Sarney com Requião

de Karlos Kohlbach da Gazeta do Povo

O secretário da Segurança Pública do Paraná, Reinaldo de Almeida César, negou ontem que tenha intercedido para que o senador Roberto Requião (PMDB) viabilizasse a mudança de cargo no Senado de sua mulher, Luciana Teixeira Galle­­­rani. Reportagem de ontem da Gazeta do Povo mostrou que, graças a um acordo entre Re­­­quião e o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), a mulher de Almeida César deixou o cargo que ocupava na presidência do Senado para trabalhar no escritório político de Curitiba do senador paranaense.

A troca de funcionários entre Requião e Sarney envolveu Luciana e José Benedito Pires Trindade, assessor de Requião e ex-secretário de Comunicação no governo do peemedebista. Desde maio, quando Luciana deixou a presidência e ingressou no gabinete de Requião, Trindade, que era servidor do paranaense, é oficialmente funcionário de Sarney. Apesar disso, Trindade foi cedido para trabalhar com Requião. O “troca-troca” de servidores permitiu que Luciana mantivesse o cargo no Senado e viesse morar com a família em Curitiba – como funcionária da presidência, ela teria de obrigatoriamente trabalhar na sede do Senado, em Brasília. Requião se beneficiou ao, na prática, ganhar dois funcionário em vez de um.


Em entrevista à rádio BandNews, o secretário Al­­meida César explicou que, ao assumir a secretaria a convite do governador Beto Richa (PSDB), no início deste ano, se deparou com a necessidade de conciliar o trabalho da mulher no Senado com a vontade de manter a família unida. “A solução para isso, que o próprio Senado encontrou, foi que ela trabalhasse no escritório. E sem que eu soubesse, sem que fizesse qualquer tipo de solicitação a quem quer que seja, a área de Pessoal do Senado consultou os senadores do Paraná, consultou o senador Requião, que aceitou”, resumiu na entrevista à rádio. A Gazeta do Povo tentou ontem falar com o secretário, mas ele não retornou às ligações do jornal.

Mas a reportagem da Gazeta conversou ontem com Luciana. Ela confirmou que trabalha no escritório político de Requião e que não há qualquer ilegalidade nisso. Luciana disse ainda que chegou a procurar o senador Alvaro Dias (PSDB) para viabilizar a transferência dela para Curitiba. “Conversei com o Alvaro para saber, mas a troca não deu certo. Daí, encontrei o Requião e pedi para ele. Deu certo”, disse ela, citando que, na época, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) seria a terceira opção. Luciana revelou que pensou até em largar o cargo no Senado caso não desse certo a troca.


8 comentários

  1. Anônimo
    terça-feira, 20 de setembro de 2011 – 15:20 hs

    Desculpa e bunda, todo mundo têm, dizia vovó.

  2. Anônimo
    terça-feira, 20 de setembro de 2011 – 15:23 hs

    Interessante. Ministério das Perguntas Cretinas: Quem comandava a equipe de policiais encarregada da segurança a que Sarney, como ex-presidente da república tem direito, até pouco tempo atrás. Ganha uma pizza de marmelada quem acertar. A Veja já adivinhou.

  3. Nhengo
    terça-feira, 20 de setembro de 2011 – 15:24 hs

    só faltou dizer que não sabe que a mulher dele trabalha no escritório do Requião.
    Aliás, o pai dele foi chefe da Paraná Florestas nos 8 anos do gov. Requião, e ele chefe de gabinete no 1 governo Requião.

  4. marcos aurelio
    terça-feira, 20 de setembro de 2011 – 15:44 hs

    FOI A FADA MADRINHA QUE INTERMEDIOU ESTATROCA DE FAVORES ENTRE OSECRETARIO E SEU ANTIGO CHEFE REQUIAO

  5. acerto
    terça-feira, 20 de setembro de 2011 – 16:15 hs

    SIM SIM, PAPAI NOEL TAMBÉM EXISTE !!!!!!!!!!!!!!!!!!

    FOI APENAS UMA COINCIDÊNCIA…

    HUAHUAAUAUAUHAUA !!!!!!!!!!

  6. Clayton Tamagochy
    quarta-feira, 21 de setembro de 2011 – 7:27 hs

    O responsável por tudo foi o Espírito Santo.

  7. caruncho
    quarta-feira, 21 de setembro de 2011 – 7:50 hs

    este é o brasil que nós queremos, um país serio,onde as autoridades nunca sabem de nada.

  8. fogaça
    quarta-feira, 21 de setembro de 2011 – 8:29 hs

    E como será trabalhar de frente ao Ex- Secretário Delazari? Será que ele dá dicas de como comandar a SESP?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*