Paraná na briga pela Foxconn | Fábio Campana

Paraná na briga
pela Foxconn

Uma força-tarefa do governo estadual formada por técnicos do Planejamento, Fazenda, Indústria e Comércio, Sanepar, Copel, Compagás, DER, Porto de Paranaguá e outros órgãos passou os últimos dias debruçada em dados, números e informações do Paraná. Mais precisamente sobre o eixo Maringá – Londrina. A equipe, com o auxílio da agência de desenvolvimento Terra Roxa, redige a proposta paranaense que será encaminhada à multinacional taiwanesa Foxconn. Os principais pontos do documento foram aprovados pelo governador Beto Richa em reunião no Palácio das Araucárias, pouco antes do feriado.

No texto, além da apresentação dos pontos fortes da região e da economia paranaense, são detalhadas as propostas do Estado do Paraná para atrair o bilionário empreendimento. O documento será entregue nos próximos dias ao Ministério da Ciência e Tecnologia que é quem intermedia as negociações brasileiras com a multinacional taiwanesa.

A Foxconn planeja investir no Brasil US$ 12 bilhões em um período de cinco anos para construir uma unidade de componentes eletrônicos. A expectativa é de que sejam gerados 100 mil empregos, dos quais 20 mil para engenheiros. O empreendimento vem sendo chamado de Cidade Inteligente.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*