Luciana defende paridade no processo eleitoral | Fábio Campana

Luciana defende paridade no processo eleitoral

A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) subiu à tribuna da Assembleia nesta segunda-feira para reafirmar os compromissos com as decisões tomadas no 4º Congresso do Partido dos Trabalhadores (PT) para alterar o estatuto do Partido. “O PT foi o primeiro partido a levantar a bandeira da cota mínima (30%) de participação de gênero, que hoje é lei e vale para todos os partidos, a fim de assegurar mais espaço no processo eleitoral. Agora puxamos o debate da paridade, avançamos para a igualdade de participação nas instâncias partidárias e candidaturas, que logo queremos também estender a toda a sociedade”, disse Luciana.

A deputada lembrou que a sociedade é feita por homens e mulheres e que ambos contribuem para o desenvolvimento de uma cidade, do estado e do país. “Ampliar a participação das mulheres gera impactos culturais e econômicos. A mulher, com seu espírito apaziguador, participa mais se encontra na política um espaço para propor e aprovar mudanças que tornam a sociedade melhor e se conta com apoio”, acrescentou. Luciana destacou a aprovação no congresso do PT também da destinação de 5% do fundo partidário para dar suporte às campanhas femininas. “Quando a mulher é convidada a se candidatar, ela pensa na família, nos filhos, mas também no apoio que terá do partido para poder, de fato, fazer uma campanha competitiva e viável”, destacou a deputada.

Os petistas ainda referendaram no congresso a defesa do voto em lista e o financiamento público de campanha.


Um comentário

  1. joao
    segunda-feira, 5 de setembro de 2011 – 21:08 hs

    esses pt não tem oque fazer mesmo

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*