Apartamento funcional de R$ 1,3 milhão virou estoque de queijo | Fábio Campana

Apartamento funcional
de R$ 1,3 milhão virou estoque de queijo

Do Blog Caixa Zero

Brasília tem coisas que ninguém acredita. Dessa vez, o Correio Braziliense fez uma dessas descobertas que parecem sair de um livro de algum escritor muito imaginativo.

A reportagem do jornal encontrou um apartamento funcional em Brasília que está cedido a um ex-funcionário que não o usa mas recusa a desocupá-lo. O sujeito, que foi funcionário federal até 1985, usa o apartamento para estocar queijo.

O imóvel está avaliado em R$ 1,3 milhão. A União não consegue despejar o inquilino, um certo Clieno Monteiro França Neto. E ele, aparentemente, fez um acordo com a empresa Tirolez, que usa o local para guardar seus queijos.

A reportagem afirma que há 498 imóveis funcionais em Brasília com uso irregular, o que custa uma fortuna para o Ministério do Planejamento.

Carros e carros são vistos entregando queijo no local. Mais engraçado, porém, foi que a reportagem abordou uma das pessoas envolvidas na operação. E ele disse que não usa o apartamento para estocagem. Apenas usa muito queijo para fazer pizza…


6 comentários

  1. João Carlos
    sexta-feira, 23 de setembro de 2011 – 19:15 hs

    Parece que ninguém se toca com essa história!!!

    Em Brasilia como nos estados e municipios ( Vale lembrar Curitiba/Derosso) tudo acaba em PIZZA.

    Mas se a justiça quiser despejar o certo Clieno Monteiro França Neto, com certeza despeja, mas e aí quem vai fazer PIZZA para todos os poderes.

  2. Mirian Waleska
    sexta-feira, 23 de setembro de 2011 – 21:52 hs

    Bom… Não está muito fora do padrão não.
    Uma vez que não existe lugar no Brasil que se fabrique mais pizzas do que em Brasília, esse sugeito com certeza resolveu investir no produto. Mas, também se formos olhar por outro lado, também não vejo tanto absurdo assim em estocar queijos em Brasília num apartamento funcional, uma vez que é do conhecimento de todos que “Queijo é a comida preferida dos RATOS” alguém tem que alimentar esse pessoal, talvez esteja aí a razão pra tanto queijo, ainda acho pouco apenas um apartamento cheio de queijo em Brasília, pouco prá tanto rato.

  3. M.A.S
    sábado, 24 de setembro de 2011 – 1:45 hs

    Para que existe a justiça.
    Então que se faça justiça, jogando para fora desse apartamento esse comedor de queijos, que aliás é pago com nosso dinheiro.

  4. SAMURAI
    sábado, 24 de setembro de 2011 – 5:53 hs

    Continuo afirmando que lei neste país é para colocar “ladrão de galinha”
    na cadeia. Estes e outros fatos comprovados que vemos diàriamente nos
    noticiários e que nada acontece é no mínimo lamentável.
    É um desacato a tudo que existe de justiça no nosso país. Desde 1985 ?
    E ainda em Brasília ? Quase 500 imóveis ocupados desta maneira ?
    E ainda tenho que pagar imposto de renda !!!

  5. VLemainski -Cascavel-PR
    sábado, 24 de setembro de 2011 – 8:53 hs

    Se fizerem um concurso mundial de desperdício, certamente nosso país será forte candidato ao título. Onde se mexe tem-se irregularidades, abusos, malversação, superfaturamento, etc….Eta nóis…

  6. Helder
    sábado, 24 de setembro de 2011 – 10:49 hs

    Mas tá certo.
    Brasília é o lugar dos ratos mesmo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*