Camargo vê "boi na linha" contra novo regime de diárias | Fábio Campana

Camargo vê “boi na linha” contra novo regime de diárias

O deputado Fabio Camargo, do PTB, vai apresentar uma denúncia na Comissão de Ética da Assembleia. Ele enxerga boi na linha que procura impedir o seu projeto de lei que regulamenta as diárias de hotéis e similares.
Boi na linha neste caso pode ser grupo econômico que explora hotéis no Paraná.

O projeto foi retirado da ordem do dia para análise na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) por uma emenda apresentada pelo deputado Nereu Moura (PMDB).

Na terça, a proposta fora aprovada pelos parlamentares por unanimidade em primeira votação. Antes, passou por análise da CCJ.

Camargo conta que dos seis deputados que assinaram a emenda, necessitava de cinco para ser protocolado, dois deles admitiram não saber do que se tratava.

“Eu denunciei um estelionato aqui. A emenda diz nada com coisa nenhuma. É apenas articulação para postergar o projeto. Será que em tese está havendo lobby dos hotéis, será que o aspone de plantão do governo usou manipular deputados sérios aqui dentro. É uma emenda absurda. Estou pensando em abrir uma denúncia na Comissão de Ética. Não se pode deixar que deputados sejam manipulados por interesses”.

O deputado lamenta que fatos como esse ainda ocorram no plenário da Casa de leis.

“Cada vez que a imagem do legislativo começa a mudar, ocorrem pequenos deslizes. As coisas estão mudando devagar, mas falta, principalmente, em alguns casos, mudar o caráter de algumas pessoas”, protestou o deputado petebista.

Projeto

O projeto de lei nº 334/11, do deputado Fábio Camargo (PTB) regulamenta a cobrança de diárias nos meios de hospedagem do Paraná.

A proposta estabelece que as diárias em hotéis, pousadas, pensões e casas de repouso e similares passarão a vencer a cada 24 horas, comprovadamente, a partir do momento de ingresso dos hóspedes no estabelecimento. O projeto também proíbe a cobrança de mais de uma diária antes que se complete o período de 24 horas de hospedagem.


4 comentários

  1. enfant terrible
    quinta-feira, 1 de setembro de 2011 – 11:57 hs

    Ah corta essa!!! Esse deputado sempre vem com essas “ameaças”, “forças ocultas”, “os poderosos são contra” e blá blá blá…. é estratégia de marketing sempre que ele resolve trabalhar um pouquinho. Dizem por aí no meio político que é mais fácil encontrar o deputado em um certo veleiro numa certa praia de Santa Catarina, do que na ALEP.

  2. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 1 de setembro de 2011 – 12:12 hs

    Sei lá. acho que esse tipo de regulamentação deve ser feita pela União.

    A Assembleia não tem competência para fazer.

    Hotéis e Hóspedes, podem resolver isso, SEM interferência do poder público.

    É o caso de MUITOS pacotes de voos noturnos.

    O “bonitinho” que aparecer, criar polêmica.

  3. STRUPARO
    quinta-feira, 1 de setembro de 2011 – 13:37 hs

    Tem algum deputado com nome de Lula?
    Não vi não sei de nada!

  4. José Diniz
    sexta-feira, 2 de setembro de 2011 – 10:53 hs

    Coragem! Isso resume Fabio Camargo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*