Veneri tem prazo para se explicar a Justiça | Fábio Campana

Veneri tem prazo para se explicar a Justiça

Começou a correr o prazo de 20 dias dado pelo juiz Nei Roberto de Barros e Guimarães da 8º Vara da Fazenda Pública de Curitiba para que o deputado Tadeu Veneri (PT) apresente sua defesa em ação popular protocolada por Edimar Rodrigues de Almeida Pegoraro. O microempresário acusa o deputado de uso ilegal de verbas de ressarcimento da Assembléia Legislativa.

Veneri gastou mais de R$ 75 mil dessas verbas em 2006, durante o período eleitoral. Segundo o autor da ação, foi ressarcido por despesas que não estão contempladas no artigo que estabelece o instituto do reembolso. Entre eles, gastos com gráficas, confecção de brindes e outras despesas que caracterizariam típicas despesas de campanha política. Segundo o autor da ação “parece evidente que os cofres públicos e a população ajudaram a pagar a campanha eleitoral do requerido”.

A ação popular estima que as ações irregulares na manipulação de verbas de ressarcimento por parte do deputado Tadeu Veneri provocaram um prejuízo de, no mínimo, R$ 75.705,87 aos cofres públicos, conforme os documentos e cálculos formulados pelo autor.


Um comentário

  1. Comilão
    quarta-feira, 31 de agosto de 2011 – 15:55 hs

    Uma prestação de contas do deputado Veneri, apresentada em um jornal que o deputado envia para a casa de militantes petistas, mostra que o deputado gosta de comer bem. Em maio, por exemplo, Veneri diz que gastou R$ 4.600,15 com alimentação. Dá R$ 209 por dia útil ou R$ 153 por dia corrido no mês. Que tal se o trabalhador/eleitor tivesse vale alimentação nesse valor?
    Também causam estrenheza nas contas de Veneri, no jornaleco “Para Todos” o gasto de R$ 13 mil em serviços gráficos em abril e os R$ 9.58,30 para o mês de maio.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*