Operação da PF prende 38 pessoas no Ministério do Turismo | Fábio Campana

Operação da PF prende 38 pessoas no Ministério do Turismo

Entre os presos estão o secretário-executivo da Pasta

Andréia Sadi e Débora Santos Do G1

O secretário-executivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva da Costa, está entre 38 presos na Operação Voucher da Polícia Federal, deflagrada na manhã desta terça-feira (9). Conforme a PF, a ação visa “combater o desvio de recursos públicos destinados ao Ministério do Turismo por meio de emendas parlamentares ao orçamento da União”.

O G1 procurou a assessoria de imprensa do ministério, que disse que ainda não tem informações sobre a operação. O G1 aguarda resposta.

Conforme a PF, a operação cumpriu 19 mandados de prisão preventiva (sem prazo determinado), 7 de busca e apreensão e outros 19 de prisão temporária (de cinco dias prorrogáveis por mais cinco dias), em Brasília, São Paulo e Macapá (AP).

Além do secretário-executivo, foi preso o secretário nacional de Desenvolvimento de Programas de Turismo, Colbert Martins da Silva Filho, um ex-presidente da Embratur, além de empresários, diretores do ministério e funcionários do Instituto Brasileiro de Infraestrutura Sustentável (Ibrase).

Só em Brasília foram cumpridos 10 mandados de prisão preventiva, 2 de busca de busca e apreensão e 5 de prisão temporária. Todos os presos temporários serão transferidos para Macapá, segundo a Polícia Federal.

Conforme a assessoria do ministério, o ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB), está em São Paulo e chega a Brasília no começo da tarde desta terça.

Em nota, a PF afirma que foram detectados indícios de desvio de dinheiro público em um convênio que previa a qualificação de profissionais de turismo no Amapá.


9 comentários

  1. O CURITIBANO
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 10:27 hs

    MAS QUE PAIS É ESTE???

    QUERO OS VERDES JÁ!!!!!!!!!!!!

  2. terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 10:37 hs

    É a PETEZADA “governando”…dá-lhe roubalheira.!!!!

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 11:23 hs

    Não é mais possível que Dilma continue na Presdência.
    impeachment de Dilma já afinal, todos estes escândalos nasceram no Governo ,do Fascista Lujla em que Dilma fazia parte como Ministra da Casa Civil.

  4. Questionador
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 12:07 hs

    -Pelo desenrolar das investigações, haverá outros casos em mais ministérios….Será que estas denúncias afetam todos os ministérios? Ou será o reflexo de 8 anos de desastroso governo do molusco ou foi montado neste governo da presidenta? Estas perguntas entrarão para o hall de questionamentos, como quem matou JFK, Jimmy Hoffa e outras!!!

  5. Vigilante do Portão
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 12:47 hs

    KKKK

    Governo do PT,
    O último que sair algemado, apaga a luz.

    KKKKK

  6. jobalo
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 13:23 hs

    Até quando , vamos ver e ouvir , os roubos e desmandos deste governo nefasto, atual e passado (lula), todosa os dias, é a mesma coisa só muda de ministerio, impchmam, já em cima da dilma , coisa que erqa pra ser feito no governo lula, tambem.

  7. Xurupita
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 13:47 hs

    Que GRACIOSA informação !!

  8. Zangado
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 13:48 hs

    Começou com a Erenice – lembram ? – depois veio o Dnit e o Ministério dos Transportes, em seguida, o Ministério da Agricultura, agora o Ministério do Turismo … Sintomaticamente – reparem – as pastas que mais possibilidades apresentam ao país, tomadas por larápios ! Quem é que vai sobrar para governar o país ?

  9. ARMER
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 15:22 hs

    Parabens Dilma,pelo pulso firme,continue assim,são dessas pessoas,como a Senhora, que o Brasil Precisa,não de confiança,para comentários idiotas,pessoas ignorantes e despeitadas,pois,esses criticos de Governo,são os invejos que pretendiam estar no poder,mas como não tem capacidade…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*