Requião diz que deputados do PMDB foram contaminados pelo "vírus D4″ | Fábio Campana

Requião diz que deputados do PMDB foram contaminados pelo “vírus D4″


de Ivan Santos do Bem Paraná

O senador Roberto Requião não gostou nada da notícia de que a bancada do PMDB na Assembleia recebeu ontem (17), em jantar, o governador Beto Richa (PSDB), para oficializar sua adesão à base do governo. Em gravação divulgada na internet, Requião acusa os parlamentares de terem sido contaminados pelo “vírus D4, de bruços”. Classificando a adesão ao governo tucano como “traição”, o senador afirma ainda que ela significa a “morte” da bancada do PMDB na Assembleia. “No jantar servirão o figado de seus eleitores peemedebistas”, avalia Requião.


15 comentários

  1. FALA SERIO
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 11:03 hs

    SENADOR, O SENHOR NÃO TEM MORAL DE FALAR ASSIM COM NINGUEM, OS DEPUTADOS SO ESTÃO QUERENDO O MELHOR PARA O NOSSO PARANA……….PARANA ESSE QUE O SENHOR TAMBEM AJUDOU A CONSTRUIR QUANDO FOI GOVERNADOR, NÃO PRECISA SER TÃO MESQUINHO ASSIM, JA QUE NAS ELEIÇÕES DE 2010 O SENHOR SE ALIOU AO OSMAR DIAS, AQUELE QUE FOI CRITICADO DURANTE TODO O SEU GOVERNO…

  2. Robert
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 11:10 hs

    Requião, vc esta falido, aproveite esse mandato de 8 anos de senador para arrumar alguns, pois sua aposentadoria politica chegou, ninguém mais aguenta suas sandices e suas mentiras.

  3. justino bonifacio martins
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 11:13 hs

    O Requião está colhendo os frutos podres da árvoreque plantou. O Requião, abstraindo-se as suas idiossincrasias paranóicas de cacicão politico, foi um bom governador…mas seu culto a personalidade e vaidades o transformaram num péssimo comandante partidário. Destruiu o PMDB; por que? Porque trouxe para dentro do PMDB – para servir ao seu projeto pessoal-víboras que agora o estão traindo, tais como os Stephanes.Nunca entendi a relação do discurso em defesa da Carta de Puebla com essa aproximação ao Reinhold Stephanes que, por duas vezes ocupou pastas importantes em seus governos. Os Stephanes – pai e filho- são quadros orgânicos da direitona fascista. Isso sem falar em outros parlamentares oportunistas. Deu no que deu! Aliás, pergunto, há alguma diferença, atualmente, entre PMDB e PSDB?

  4. Parana Vigilante
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 11:39 hs

    Requiâo não é exemplo pra niguém ou é…..hahahahaha!@!!!

  5. Michelle
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 11:50 hs

    DESSA VEZ CONCORDO COM O SENADOR ROBERTO REQUIÃO!!!

  6. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 11:53 hs

    É próprio do pisciano – eu sou um dêles, inclusive aniversario no mesmo dia dêle, apontar o rabo dos outros, mesmo que pisando o próprio.

    Eu me corrigi.

  7. alexandre magalhaes
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 12:31 hs

    Isso aí Requião, esses deputados sem ideologia que se curvam, deveriam estar na pocilga, o eleitor vota por acreditar em um partido e o que eles fazem se rolam na lavagem.

  8. Revoltado
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 12:38 hs

    Ou $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

  9. Osiris Duarte de Curityba
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 12:57 hs

    MEU CARO REQUIÃO, TU PARECES QUE NASCEU ONTEM … UM MACACO VELHO COMO TU …

  10. Matheus
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 14:12 hs

    É um lorde!

  11. juline
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 14:21 hs

    Cala a boca, Requião!!!

  12. Anônimo
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 14:37 hs

    Isso faz muito tempo. O tal MDB de guerra sempre foi – hoje e ontem -, um partido de mentirinha. Criado para legitimar uma oposição “pero no mucho” ao regime militar, teve como seu grande líder o Jader Barbalho. Os tais autênticos do Chico Pinto, que não preenchia os dedos de uma mão, eram raridade. A regra era a adesão. Depois, na tal Nova República, foi o partido que botou que o arenista Sarney na presidência, que foi o ÚNICO presidente da República do PMDB. Fala sério. Oposição ? Conta outra seu Zé.

  13. Celso Lück Júnior
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 14:39 hs

    Na política buscamos estabelecer mecanismos que permitam a construção coletiva do bem comum.

  14. TIC TAC
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 15:15 hs

    No madalosso também servem figado.

  15. Portuário
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 23:06 hs

    Esses vão de acordo com a maré!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*