Projeto 171 de Caíto Quintana é adiado | Fábio Campana

Projeto 171 de Caíto Quintana é adiado

Foi adiado, nesta terça-feira, 9, na CCJ, o Projeto de Lei 171/11, de autoria do deputado Caíto Quintana, do PMDB. O projeto “dispõe sobre os emolumentos relativos aos atos praticados pelos serviços notariais e de registro”.

Caíto é titular de um cartório.


11 comentários

  1. Eleição 2012
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 17:16 hs

    Bonito número do projeto!

  2. ricardo crovador
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 17:16 hs

    Cartórios? Para eles já existe o 171, mas do código penal.

  3. haroldo
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 17:32 hs

    tem certas coincidências que dizem tudo…

  4. A A CASAGRANDE
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 18:43 hs

    PELO NUMERO TEM TUDO HAVER COM A FAMILIA REQUIAO

  5. SERGIO
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 20:46 hs

    Sempre levando vantagem o Caitão, grupo de tabeliões bancando suas campanha e agora aplicando + um 171

  6. Divanir
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 20:56 hs

    Lgislndo em causa prórpia. Este deputado tem que ser varrido da Assembléia nas próxima eleição, pena que o povo tem memória curta.

  7. José Dias
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 22:05 hs

    Uma farsa na política paranaense,só olha pára seu umbigo.mais um que vive do PMDB;

  8. Deutsch
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 22:40 hs

    Caito e Requião, não tem nada mais perfeito pra um 171.

  9. Alaor
    terça-feira, 9 de agosto de 2011 – 23:39 hs

    Francisquini, doa a quem doer ate os politicos disse o nobre deputado

  10. HENRY
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 9:42 hs

    PERFEITO. ELE É UM VERDADEIRO “171”.

  11. ANA
    quinta-feira, 11 de agosto de 2011 – 18:17 hs

    Genial…………171 !!!!!!!!

    Caíto, o ENGRAÇADÂO………HA HA HA pra ele.

    A maioria dos políticos não tem um pingo de vergonha e escrúpulo.

    O que o povo comenta sobre seus atos pouco importa……!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*