PF vai passar um pente-fino nas verbas destinadas ao Evangélico | Fábio Campana

PF vai passar um pente-fino nas verbas destinadas ao Evangélico

Através de emenda parlamentar do deputado André Zacharow (PMDB), presidente licenciado da instituição, a Sociedade Evangélica recebeu os mesmos R$ 4,4 milhões que o Ibrasi recebeu no Amapá


Do Estado do Paraná

O diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra garantiu ao deputado federal, e ex-delegado da Polícia Federal, Fernando Francischini (PSDB) que as verbas destinadas pelo Ministério do Turismo à Sociedade Evangélica Beneficente do Paraná (que assinou um convênio idêntico e na mesma data ao que levou a prisão de 38 pessoas no Amapá) já estão sendo alvo de um “pente-fino” por parte da Polícia Federal.

Segundo Francischini, “todas as emendas parlamentares que foram para os estados estão sendo investigadas pela Operação Voucher, para ver se os serviços foram contratados e realizados adequadamente”.

Através de emenda parlamentar do deputado André Zacharow (PMDB), presidente licenciado da instituição, a Sociedade Evangélica recebeu os mesmos R$ 4,4 milhões que o Ibrasi recebeu no Amapá, para executar, no mesmo período, entre 21 de dezembro de 2009 e 30 de junho de 2011, o mesmo programa de treinamento de 1900 agentes turísticos. O contrato já é alvo de análise do Tribunal de Contas da União (TCU), que identificou, em relatório preliminar, indícios de superfaturamento e direcionamento de licitações.


Em nota, a instituição negou irregularidades na execução do programa, informou que cumpre todos os ritos legais vigentes, “aplicando os recursos em suas finalidades específicas”. Apesar de não informar o número de alunos atendidos, a ONG informou que sete cidades receberam os cursos de formação de agentes turísticos.


5 comentários

  1. ALTEVIR MACIEL
    sábado, 13 de agosto de 2011 – 15:39 hs

    AI TEM!

  2. sábado, 13 de agosto de 2011 – 15:48 hs

    MAS ATÉ TU ZACA;;;;; PELO AMOR DE DEUS NÉ

  3. sábado, 13 de agosto de 2011 – 16:16 hs

    Este Andre é da pesada, ligeiro, ligeiro

  4. Borduna
    sábado, 13 de agosto de 2011 – 18:20 hs

    O valor da emendas o Zaca não diz quanto foi. Por que passar a grana por uma ONG e não vir direto pra Instituição de Ensino e Filantrópica do Hospital, também não disse. Quanto saiu de Brasília e quanto chegou às instituições também não disse. Quanto ficou pelo caminho também não. Quer dizer, nada disse e continua a dever explicações. Esse é o PMDB velho de guerra…..

  5. matozo
    sábado, 13 de agosto de 2011 – 23:17 hs

    CONHEÇO O TRABALHO DO ANDRE NUMCA SOUBE DE NADA QUE DEZABONACE SUA PESSOA; HOMEN DE CARATER

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*