MP-PR pede afastamento do secretário de saúde de Ponta Grossa | Fábio Campana

MP-PR pede afastamento do secretário de saúde de Ponta Grossa

A Promotoria de Justiça de Proteção à Saúde de Ponta Grossa, requer em ação cívil pública o afastamento do atual secretário Municipal de Saúde do município, Winston Antonio Bastos.

Segundo o promotor de Justiça que assina a ação, Fuad Faraj, o secretário está em condição de incompatibilidade funcional. Além do cargo na Secretária de Saúde, Bastos também trabalha no Centro de Excelência em Assistência à Saúde, no hospital Santa Casa de Misericórdia (sendo até diretor-clínico), na Clínica de Medicina e Cirurgia de Ponta Grossa, além de atuar como auditor remunerado do Serviço de Assistência à Saúde do Governo do Estado do Paraná.

“O prejuízo causado por servidores públicos que ganham sem trabalhar não se resume apenas ao salário que embolsam todo o mês. O prejuízo, dependendo do setor em que o sonegador de serviço público trabalhe, pode atingir, diretamente, a vida e a saúde de camadas expressivas da população”, destaca o promotor Faraj.


O MP-PR cobra do prefeito da cidade, Pedro Wosgrau Filho, o afastamento imediato do secretário e propõe ao Judiciário que determine multa diária no valor de R$ 1 mil, a serem revertidos para Fundo Municipal de Saúde, em caso de descumprimento da decisão.


3 comentários

  1. Tatu
    quinta-feira, 18 de agosto de 2011 – 20:11 hs

    Tá feia a situação do governo do Pedro Wosgrau em Ponta Grossa.

  2. luizcarlos
    terça-feira, 23 de agosto de 2011 – 16:36 hs

    Será que a saúde de Ponta grossa está tão mal assim??? Trabalho no Hospital Municipal e vejo há varios meses as tentativas do secretário Bastos em melhorar o atendimento da população,desde mudança de funcionários ineficientes e que não tem a menor condição de atender a população, reforma no centro cirúrgico defasado há varias gestões e agora modernizado, transferência da contrataçao de médicos pela UEPG,para tentar evitar as faltas constantes de alguns deles que tanto prejudica a população,fora as cirurgias pediátricas feitas no Hospital infantil e de emergẽncia que antes não havia lugar para mandar essa crianças,pois ficavam a espera de vagas pelo SUS. E agora me vejo abismado com esse pedido do MP pelo SR. Fuad que acha que o secretário acumula funções. È a primeira vez que vejo alquém ser condenado por trabalhar tanto. Outra inverdade citada é que o Dr Bastos é diretor clinico da Santa Casa, mentira, ele foi antes de ser Secretário dessa gestão.È sim auditor do SAS,cargo que já ocupava antes de ser secretário. Agora me pergunto por que essa cobrança agora do MP e não antes aos outros secretários? Quem quer gerar o caos na saúde?

  3. ricardo
    terça-feira, 23 de agosto de 2011 – 16:43 hs

    Tinha plano de saude da Unimed,não posso mais pagar devido minhas despesas terem aumentado,precisei de médico e fui ao PSM,tinha fila , tinha muita gente doente ,mas fui atendido e passo melhor. Obrigado Dr. Bastos,continue fazendo seu belo trabalho em prol da população carente que não tem internet e usa o jornal local p outras coisas….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*