Ministro Marco Aurélio, do STF, critica uso de algemas | Fábio Campana

Ministro Marco Aurélio, do STF, critica uso de algemas

Do Josias de Souza–O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, criticou a utilização de algemas na operação da Polícia Federal que alvejou o Ministério do Turismo.

Em comentário reproduzido na Folha, lembrou: o STF decidira, em 2008, que o adereço só deve ser usado nos casos em que houver risco de fuga ou de agressão.

Fora disso, as algemas representam o que o ministro chama de “pena moral”. Embora se declare um “entusiasta das ações da PF, Marco Aurélio pondera:

“Nada justifica tal extravagância.” O ministro tem razão. Porém…

…Porém, conviria estender a crítica a PMs e policiais civis. No Brasil sem pedigree, a “pena moral” das algemas é regra, não exceção.


18 comentários

  1. Murilo Álvaro Viezzer
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 8:50 hs

    Bandido é bandido, e merece sempre ser tratado como tal…

  2. Jorge Luiz
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 9:49 hs

    Engraçado, que quando se prende o zezinho da favela ninguém reclama do uso da algema, mas quando se trata de colarinhos brancos, ai a estória muda…
    Vocês precisam rever seus conceitos, nos EUA muitos são algemados por muito menos, e ai se incluem: Ricos, pobres, brancos, negros, politicos, atores…
    Na China corruptos são punidos com a morte…
    Além do mais, algemas são pra impedir de que a pessoa que está algemada machuque a si própria ou a outrem, não tem nenhuma relação com “pena moral”…
    Vocês tão reclamando do que??? Deveriam agradecer por não estarem num país sério…

  3. Alaor
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 10:23 hs

    Uma boa parte de tudo que esta acontecendo é culpa destes senhores, algema e cadeia nestes vagabundos ou porque ele tem medo que usem nele um dia.

  4. ARMER
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 11:15 hs

    Houve abuso,Ponto final.

  5. Borduna
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 11:37 hs

    Em Brasília só exitem “inocentes”. Algemar essas pessoas é uma afronta. Algemas deveriam ser abolidas. Aliás, pra que policia em Brasília?

  6. Questionador
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 12:38 hs

    -Discordo totalmente do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, pois a utilização das algemas, é para proteger as autoridades de qualquer ameaça de fuga ou agressão, até mesmo para proteger a integridade física do acusado e isto serve para desde o criminoso de alta periculosidade mas também para o criminoso do colarinho branco.
    -Se constrange ou não, o acusado que procure seus direitos entre na justiça com um processo contra o estado, por constrangimento e danos à imagem….os advogados adoram estas causas….

  7. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 12:44 hs

    Algema é para pobre.

  8. Divanir
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 13:15 hs

    O nobre ministro só critica o uso das algemas agora, em decorrência de que a PF só utiliza nos criminosos do colarinho branco, já quando se trata dos menos favorecidos, até agora ninguém falou nada, se bem que para os pobres não mudará nada, pois não podem usufruir de bons advogados para defendê-los, pois os da defensoria pública não estão nem aí, somente para cumprir a constituição.

  9. Ed
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 13:22 hs

    Se fosse ladrão de galinhas ele não teria dito nada!

  10. Cidadão
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 14:06 hs

    Incrível, a Policia faz seu trabalho investiga e prende alguém que feriu a lei, atingiu as regras de convivência em sociedade e o Juiz esta preocupado com a “pena moral”!!!!! Com a ineficiência do judiciário em punir a imoralidade com o dinheiro publico esse é o único alento do cidadão, ver um corrupto algemado, já que cadeia e devolver o dinheiro ainda é utopia por conta das prechas e insensibilidade social (ou conivência) dos meritíssimos juízes.

  11. Curitibana
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 14:24 hs

    Totalmente descartável o comentário do ministro do STJ .
    O judiciário faz vistas grossas a esses milhões desviados , mas se fosse um cidadão comum que roubasse , pode ser algemado , indiciado ,etc..

  12. quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 16:30 hs

    ME PARECE QUE É NA CHINA,,,QUE SE ALGUEM ROUBA O DINHEIRO DO POVO,,É FUZILADO EM PRAÇA PÚBLICA E OS PARENTES PAGAM Á BALA;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  13. tony
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 17:50 hs

    É, e o que é que ele sugere então? Que o pessoal se entregue, e vá todo belo e faceiro para a cadeia. não se esquecendo sempre de chamar os bandidos pelo nome e acrescentando antes o Vossa Excelência ou Vossa Senhoria. Tony

  14. escobar
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 21:13 hs

    Esse Ministro só pode tá de sacanagem…

  15. escobar
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 21:14 hs

    O empalamento é pouco para esses vagabundos.

  16. toninho
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 23:05 hs

    O cidadão era preto, homosexual, pobre, servente e analfabeto, foi detido e algemado. O cidadão era branco, hetero, rico, executivo do governo e nível universitário, foi detido e algemado. Senhores, é a lei! Cumpra-se! Aos costumes!

  17. Ari
    quinta-feira, 11 de agosto de 2011 – 11:54 hs

    Este Ministro deveria criticar a atitude destes crápulas que roubam a nação…..

  18. desacreditado
    quarta-feira, 17 de agosto de 2011 – 0:00 hs

    Eu queria saber como é que se sabe se o preso representa perigo ou não, se ele vai fugir ou não ? É pelas roupas, pela religião, pela opção sexual, PELA COR, PELA CONDIÇÂO FINANCEIRA ? Como se vê isso ? O cara pode estar ali quetinho, seguindo pra viatura e do nada surtar, sei lá, pensa, “Meu Deus, tô sendo preso, minha família, meus amigos, todos vão saber, vô pra cadeia”, e aí se atira da janela do edifício, da viatura em moviemento, dá uma cutuvelada no policial, pega a arma dele, foge, se mata, mata, sei lá. Quem pode prever isso?!!! É o juiz que tá lá no gabinete? É o político que tá com medo de um dia ser ele sendo algemado? É o “especialista” que existe por aí, dando entrevista? NÃO!!! Somente o policial que está ali na hora sabe do perigo que ele está sujeito, estando o preso APARENTEMENTE calmo ou não. Fazem uma lei que arrisca a vida de todos os policiais e terceiros pra não haver humilhação. Que humilhação é essa? O cara não tá sendo preso!!! O policial tem familia, tem filho, mulher, mãe. E a família quer vê-lo de volta. Imagina não voltar porque um safado de um preso se aproveita dessa maldita lei e reage, já que ele está solto só porque APARENTEMENTE não representava perigo. Só no Brasil. Nos EUA todo mundo é algemado. É até uma forma de não favorecer ninguém. Regra: não tem como saber o que se passa na cabeça de cada um. Tá preso, então algema nele.
    Esses que criticam são aqueles que ficam nas suas salas e é claro não sabem o que é se arriscar todo dia e é o seguro de …pra eles mesmos.
    A POPULAÇÃO tem que se mostrar a favor das ações da PF que tem tratado indistintamente os presos, e é assim que tem que ser.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*