Juízes federais ameaçam entrar em greve | Fábio Campana

Juízes federais ameaçam entrar em greve

Mais uma greve pela frente. Desta vez dos juízes federais. A Associação dos Juízes Federais enviou uma nota mostrando sua insatisfação quanto a posição do governo federal em não autorizar o reajuste do salário dos magistrados. A proposta de 14,79% encaminhada à Câmara de Deputados não será votada, segundo o deputado Cândido Vacarezza. “A posição do governo pode, lamentavelmente, precipitar uma nova paralisação ou greve geral da categoria”, alertou o presidente da associação, Gabirel Wedy.

A entidade fará assembleia no dia 17 de agosto para decidir o que fazer diante da posição da liderança do governo. Em abril, a Ajufe organizou um dia de paralisação e, agora, já considera promover pelo menos uma semana de greve em setembro. Mais uma vez quem sofre é a população.


10 comentários

  1. Anônimo
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 13:15 hs

    Como a justiça é demorada, pode ser ninguém, além dos advogados, notem nada.

  2. CAÇADOR DE PETISTAS
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 15:47 hs

    porque não se organizam e pedem o impeachment de Dilma ou ainda não se convenceram das roubalheiras.

  3. VLemainski - Cascavel
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 16:30 hs

    Não sei qual o valor do salário de um juiz federal…
    Por acaso não é essa categoria que tem 3 meses de férrias no ano?

  4. OSSOBUCO
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 18:59 hs

    Caro caçador, a Dilma tem 71% de aprovação, combate a corrupção e faz um ótimo governo. O FHC não teve a coragem dela. Você é minoria, convença-se disso!

  5. OSSOBUCO
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 19:25 hs

    Dilma é corajosa.

    CGU aponta que o número de exonerados em julho é recorde. Desde 2003, 2.812 caíram por atos ilegais.

    Ao mesmo tempo em que a presidente Dilma Rousseff passava a vassoura no alto escalão do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), uma outra faxina era feita nas camadas mais baixas do funcionalismo público.

    Somente no mês passado, o governo federal expulsou 98 servidores por uso do cargo para obter vantagens, improbidade administrativa e recebimento de propina, conforme levantamento divulgado ontem pela Controladoria-Geral da União (CGU).

    Entre os ministérios com mais demissões está o da Justiça. O número de julho é recorde, quando comparado a qualquer mês desde janeiro de 2003, ano em que a controladoria começou a arquivar os dados sobre as demissões — desde então foram demitidos 2.812 servidores. No acumulado de janeiro a julho deste ano, outro recorde. Nesse período, saíram dos cargos públicos 328 servidores,.

  6. Dizao
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 20:01 hs

    Tem que subir os salários dos coitados, quanta injustiça

  7. Divanir
    sábado, 6 de agosto de 2011 – 20:59 hs

    Paga logo o que eles querem, afinal não é de suma importância o serviço deles, não podendo ser paralizados? Sim, porque quando é outro órgão que atende a população e faz greve eles ameaçam com aplicação de multas. Vamos lavar a cara Brasil!

  8. borrachada
    domingo, 7 de agosto de 2011 – 5:18 hs

    Se pagar e os processos acelerarem, tudo bem. Caso contrário é mais uma esmola sem contrapartida! Igualzinha a este monte de “bolsas” e “vales” que se transformaram em moeda de troca eleitoral. Nada contra a inclusão social, porém sem nenhuma contrapartida por parte de quem recebe é criar um País de esmoleiros; é trocar votos por benesses;é perpetuar-se no poder a custa da ignorância.

  9. SAMURAI
    domingo, 7 de agosto de 2011 – 7:33 hs

    Juizes Federais em greve… De fato ganham pouco…
    Quando o assunto é remuneração médica “caem de pau”. Esta é a verdadei-
    ra justiça !?

  10. CAÇADOR DE PETISTAS
    domingo, 7 de agosto de 2011 – 12:23 hs

    OSSOBURRO

    Porque DILMA, que era ministra do mentiroso Lula não tomou medidas a fim de mandar esta corja embora na época? porque Lula e Dilma acomodarm estes quadrilheiros por 08 anos/
    Porque Ossoburro, porque?
    Seja honesto consigo mesmo, Porque?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*