Governo pede responsabilização de ex-gestores da Secretaria do Trabalho | Fábio Campana

Governo pede responsabilização de ex-gestores da Secretaria do Trabalho

O secretário da Fazenda do Paraná, Luiz Carlos Hauly, enviou ofício ao Ministério Público pedindo a responsabilização de ex-gestores da Secretaria do Emprego, Trabalho e Promoção Social em função do enorme prejuízo causado aos cofres públicos pela contratação da empresa Orbral, que tem sede no município de Caucaia, no Ceará.

A Secretaria da Fazenda já pagou exatos R$1.374.374,28 em dívidas trabalhistas deixadas pela empresa e terá de pagaroutros R$ 9 milhões como multa imposta pelo Tribunal de Contas da União (TCU),por má gestão. O titular da pasta era o Padre Roque Zimmermann.


6 comentários

  1. marcos aurelio
    quinta-feira, 4 de agosto de 2011 – 9:13 hs

    E so ele falar com seu colega de partido o deputado tucano NELSON GARCIA

  2. HENRY
    quinta-feira, 4 de agosto de 2011 – 9:34 hs

    SÓ PODIA SER COISA DO pt, “partido do trambique”.

  3. cristina
    quinta-feira, 4 de agosto de 2011 – 11:31 hs

    O padre Roque já sumiu. Deve ter aberto alguma igreja bem longe daqui.

  4. João
    quinta-feira, 4 de agosto de 2011 – 16:04 hs

    Espero que todas as maldades praticadas durante o governo do Reiquião sejam levantadas e os seus responsaveis punidos civil e criminalmente.

  5. tony
    quinta-feira, 4 de agosto de 2011 – 20:02 hs

    Agora eu quero ver o padre Roque passar a sacolinha para arrumar toda esta grana. E por anda o cara? Sumiu ou o gato comeu a língua dele? Tony

  6. Sodré
    quarta-feira, 10 de agosto de 2011 – 19:34 hs

    Tomara que o secretário da Fazenda do Paraná, Luiz Carlos Hauly, leia esse comentário e envie novo ofício ao Ministério Público pedindo também responsabilização de ex-gestores da Secretaria do Emprego, Trabalho e Promoção Social em função do enorme prejuízo causado aos cofres públicos não só pela contratação da Orbral e sim de todas as empresas como Rosch Administradora de Serviços e Informatica Ltda. (Recuperação Judicial), Orbral Organização Brasileira de Prestação de Serviços Ltda., Higi Serv Limpeza e Conservação S.A., Acropole Serviços Terceirizados Ltda., Nossa Gestão de Pessoas e Serviços Ltda. Por contratos que lesam não só os cofres públicos mas também os trabalhadores

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*