Banco Mundial aprova empréstimo de US$ 350 milhões para o Paraná | Fábio Campana

Banco Mundial aprova empréstimo de US$ 350 milhões para o Paraná

O governador Beto Richa foi informado nesta sexta-feira (26), na Polônia, que o Paraná acaba de receber a aprovação do Banco Mundial para obtenção de empréstimo de US$ 350 milhões, a ser liberado a partir de janeiro de 2012. Os recursos serão aplicados em programas das secretarias da Saúde, Educação, Agricultura e Meio Ambiente, contidos na proposta de governo.

O contrato marca a retomada do planejamento e da busca por recursos internacionais para o Paraná, suspensa nos últimos dez anos. “A notícia é muito boa porque mostra que o governo retomou a capacidade de planejar e elaborar bons projetos. A confiança do Banco Mundial demonstra que temos condições de retomar os investimentos com apoio internacional para melhorar a qualidade de vida dos paranaenses”, afirmou o governador.

A representante do Banco Mundial, Tarcila Veloso, disse que a proposta do governo vai ao encontro do que o próprio banco propõe para o Brasil: “Um novo jeito de governar, focado em resultados”. Segundo ela, “é uma combinação de vontades (entre banco e governo) com o objetivo de alcançar melhores resultados para a população”.

Como explicou o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, o relatório da modelagem do contrato de financiamento foi elaborado em conjunto pela Fazenda e pela Secretaria do Planejamento. Agora, a proposta aguarda autorização da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e, depois, do Senado Federal.

De acordo com o secretário Cassio Taniguchi, esta foi a tramitação mais rápida de que se tem notícia de acordos do Banco Mundial, o que transmite a ideia de confiança despertada por este governo. Os primeiros contatos começaram em fevereiro deste ano.

APROVAÇÃO – A aprovação da STN deve ser quase automática, já que, nesta quarta-feira, em Brasília, a Secretaria da Fazenda obteve sinal verde com relação à capacidade de endividamento do governo, processo iniciado há cerca de três meses. Os técnicos da Fazenda apresentaram os esforços do governo para reequilibrar as contas e finanças estaduais e comprovaram a qualidade dos gastos já realizados.

O secretário Cassio Taniguchi lembra que recompor o estoque de projetos foi uma das prioridades do governo nos primeiros meses. “Sem projetos, não há como buscar recursos para executar programas e políticas públicas. Encontramos a prateleira de projetos completamente vazia ao assumir o governo”, afirma.

Agora, com uma série de projetos elaborados e a aprovação do primeiro empréstimo internacional, está pavimentado o caminho para a obtenção dos outros financiamentos. De acordo com Hauly, há negociações em andamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com o BNDES. O próprio Banco Mundial já acena com a possibilidade de novos contratos.


5 comentários

  1. Orlando Pessuti
    sexta-feira, 26 de agosto de 2011 – 20:01 hs

    Esses projetos de empréstimos, é bom que se diga, foram elaborados nos 08(oito)anos de governo pmdbista no Paraná. Nos meses (09) que fomos governador do Estado agilizamos tudo para que o empréstimo saísse. Não deu tempo. Saiu agora. Que bom. ´´E MAIS UMA HERANÇA BENDITA DO GOVERNO ORLANDO PESSUTI”.

  2. Revoltado
    sexta-feira, 26 de agosto de 2011 – 21:19 hs

    Vamos ver se o Beto vai pagar esta conta nos 3 anos e 4 mêses que restam de seu mandato ou vai deixar este rombo para a Glaicy futura governadora do Paraná.
    Deveria governar com o dinheiro que o Estado arrecada e não fazer divida.

  3. VLemainski-Cascavel
    sábado, 27 de agosto de 2011 – 9:43 hs

    Qual será a opinião do Requião quanto a isso?

  4. Simpson Bonner
    sábado, 27 de agosto de 2011 – 17:55 hs

    Como os tucanos gostam de fazer emprestimos para que outros governos paguem, desde que eles possam gastar

  5. Ocimar
    domingo, 28 de agosto de 2011 – 19:26 hs

    ENGRAÇADO,NINGUEM FALA NADA DOS EMPRÉSTIMOS QUE O BÊBADO FEZ NOS OITO ANOS DE DESGOVERNO,EMPRÉSTIMOS PARA PAGAR O TAL BOLSA QUADRILHA OU O BOLSA VOTO OU O BOLSA NORDESTE COMO QUEIRAM O QUE QUASE DOBROU A DÍVIDA EXTERNA,É BOM FALAR DO RABO DOS OUTROS,NÉ CORRÚ–PT–OS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*