Ricardo Barros propõe gestão da FIEP compartilhada | Fábio Campana

Ricardo Barros propõe
gestão da FIEP compartilhada

Ricardo Barros, candidato à presidência da FIEP, defendeu a gestão
profissional e compartilhada da entidade. Barros quer que os sindicatos tenham voz ativa nas decisões e diretrizes da Federação.

“As decisões serão tomadas em conjunto, pensando no bem da indústria e no fortalecimento dos sindicatos”, afirmou nesta sexta-feira em Cascavel.

Ricardo Barros se reuniu com representantes dos sindicatos da Madeira, Vestuário, Construção Civil, Panificação e Gráfica para ouvir as reivindicações, sugestões e apresentar as principais propostas da
chapa Nova Fiep.

Segundo Barros, uma das maneiras de tornar a gestão mais participativa por parte dos sindicatos é permitir que cada região do estado indique um diretor-executivo para a Federação. “Será uma pessoa que conhece as demandas locais, é afinada com os interesses da região. Um executivo que irá cobrar e ser cobrado”, frisou.

O candidato da chapa Nova Fiep adiantou que o aumento da competitividade da indústria do Paraná será outro foco da Federação.
De acordo com Barros, a solução de boa parte dos problemas que impactam na economia e na produtividade das indústrias é de ordem
política. “Infraestrutura, qualificação de mão de obra, impostos, juros, créditos”, enumerou.

No encontros Ricardo ouviu propostas, anotou sugestões, respondeu
perguntas. Temas diferentes foram debatidos como: reforma do estatuto, administração do SENAI, SESI e IEL, cursos de qualificação de mão de obra, apoio aos sindicatos, seguro desemprego, salário mínimo regional entre outros.

“A Fiep pode fazer muito mais pelo setor industrial e pelos sindicatos. Propomos uma gestão eficiente, que foque em resultados práticos e reais”, reafirmou.

No sábado (16), ainda em Cascavel Barros participa de um encontro com os sindicatos do setor de metal-mecânica. “Estou animado com a boa receptividade das nossas propostas. Quero usar a minha experiência e o meu trânsito político pelo fortalecimento e crescimento da Indústria do Paraná”, salientou Barros


6 comentários

  1. Pit Bull
    sexta-feira, 15 de julho de 2011 – 18:49 hs

    Alguem já viu um candidato a qualquer cargo que não seja o cara mais legal do mundo????????????????

  2. Anônimo
    sexta-feira, 15 de julho de 2011 – 19:22 hs

    A sala está quase vazia. Pra quem diz que vai ganhar, a coisa tá meio preta.

  3. PARE
    sexta-feira, 15 de julho de 2011 – 20:21 hs

    O FABIO NINGUÉM AGUENTA MAS ESSE RICARDO BARROS DA UM TEMPO, POR FAVOR.

  4. Esqueci
    sexta-feira, 15 de julho de 2011 – 21:45 hs

    Por que o governador o apóia, alguém sabe responder? Qual o próximo cargo que ele vai disputar? Síndico?

  5. de olho
    sábado, 16 de julho de 2011 – 8:59 hs

    ESTIVE NA REUNIÃO SAI CONVENCIDO MUDAMOS O VOTO DE NOSSO SINDICATO, VAMOS DAR UMA OPORTUNIDADE AO RICARDO BARROS, O OUTRO EU SEI QUE ERA CONTINUIDADE DO QUE ESTAVA LA.

  6. Jota
    sábado, 16 de julho de 2011 – 12:25 hs

    Ricardo Barros fará na máximo 19 votos. O cara não é do ramo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*