MP denuncia cinco policiais militares por tortura de dois irmãos | Fábio Campana

MP denuncia cinco policiais militares por tortura de dois irmãos

Crimes teriam ocorrido em 2009, em Curitiba; suspeitos estão em liberdade. Torturados teriam informações sobre um roubo sofrido por um dos policiais.

Fernando Castro Do G1 PR

Cinco policiais militares de Curitiba foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná (MP), nesta quinta-feira (14), pelo crime de tortura. Eles são suspeitos de torturarem duas pessoas em novembro de 2009, na capital paranaense, e estão em liberdade.

Segundo a denúncia, um dos policiais denunciados foi assaltado enquanto prestava serviços de segurança pessoal. Foram levadas as suas motocicletas, além de uma pistola e um colete a prova de balas de propriedade da Polícia Militar do Paraná. As motos foram recuperadas. De acordo com o MP, o policial e os demais denunciados, todos do 12º Batalhão da PM, passaram a “investigar” o caso por conta própria.

Nas “investigações”, o grupo descobriu que um homem supostamente saberia quem teria sido o autor do roubo, além do paradeiro dos objetos roubados. Este homem teria sido levado para um local afastado e submetido a atos de violência e ameaça de morte. Segundo a denúncia, os policias teriam tentado “sufocá-lo e agredido-o com socos, chutes, golpes com cassetetes e outras práticas, que causaram lesões sérias”.

A denúncia afirma que no dia seguinte os cinco policiais e mais quatro pessoas não identificadas teriam invadido a casa da irmã da vítima do dia anterior. Ela também teria sido sequestrada, torturada por quase duas horas, e abandonada em frente a residência onde morava.

O MP requereu também à Justiça que, como forma de evitar retaliações, os policiais fiquem proibidos de atuar na região onde as vítimas residem. O G1 entrou em contato com a Polícia Militar, mas a assessoria de imprensa comunicou que só se pronunciará após receber a denúncia oficialmente pelo MP.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*