Governo de biruta de aeroporto | Fábio Campana

Governo de biruta de aeroporto

O governo federal está procurando um pretexto para saltar fora da fusão entre o Pão de Açúcar e Carrefour. A virada ocorre depois da péssima repercussão da notícia que se preparava para injetar bilhões em dinheiro público, via BNDESPar, em um negócio que tornaria uma rede brasileira de supermercados sócia de um grupo francês.

O recuo do governo não será o primeiro e, tudo indica, nem o último. Nos últimos tempos, as decisões mais firmes do governo Dilma, tanto econômicas quanto políticas, não estão durando mais que 72 horas. Parte dessa falta de rumo parece decorrer do vácuo criado pela saída de Antonio Palocci e sua substituição por uma dupla de articuladoras vista como amadorística pelo mundo político – Gleisi Hoffmann e Ideli Salvatti.

A combinação da falta de traquejo e jogo de cintura da própria Dilma, com a falta de cancha de sua assessoria mais próxima, transformou o governo numa espécie de biruta de aeroporto. Totalmente sem rumo e absolutamente imprevisível, avaliam políticos com muitos anos de janela.


6 comentários

  1. Dexter
    sábado, 2 de julho de 2011 – 16:21 hs

    O homem das aguas tem usado muito o aeroporto do bacacheri.
    Vai ao centro-norte do Pr com freqüência em avioes particulares.

  2. Dizao
    sábado, 2 de julho de 2011 – 16:57 hs

    Antes tarde que nunca, quando esta seguindo por uma estrada errada, a solução, é voltar e retornar no caminho certo.

  3. Divanir
    sábado, 2 de julho de 2011 – 17:00 hs

    Injetar dinheiro público em um negócio deste é no minímo coisa de idiota. O dinheiro do BNDs não serve para este tipo de acordo e não pagamos impostos pata isto. Se for realizado será um soco no rosto de cada brasileiro pagador de seus impostos.

  4. Vigilante do POrtão
    domingo, 3 de julho de 2011 – 5:45 hs

    Eu avisei,

    A Gleisi não sabe nada,

    É só fachada, pouco conteúdo.

    Lembro de uma ocasião, nas eleições de 2008, havia um movimento do tal passe livre para estudantes.
    O Objetivo era constranger o candidato oficial.
    A RPC, auxiliando o PT, entrevistou a Gleisi, perguntando qual era a posição dela sobre o assunto.

    A Loira, preparada, disse:

    A prefeitura de ve conceder o passe livre…

    Em outra entrevista, acho que para a Joyce, a mesma pergunta e a mesma resposta.

    Jornalista esperta, Joyce indagou sobre a “FONTE DE CUSTEIO”.

    Gleisi, sem noção, disse:

    …Tiraremos o dinheiro de UMA RUBRICA QUALQUER….

    Não me surpreende que a Loira tenha dito que o dinheiro do BNDS NÃO É PÚBLICO.

  5. Anônimo
    domingo, 3 de julho de 2011 – 9:27 hs

    Me admiro muito da ex senadora e agora ministra, Gleisi Hofman,
    dizer na tv. que o dinheiro que sera investido pelo BNDS não é
    dinheiro publico, tambem nunca foi nada nem vereadora, deputada, prefeita, tas mostrando que não enten de nada de administração.

  6. ALTEVIR MACIEL
    domingo, 3 de julho de 2011 – 10:39 hs

    TA NA GAVETA

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*