Sussumo Itimura e os paradigmas furados | Fábio Campana

Sussumo Itimura e os paradigmas furados

Nenhum paradigma sobrevive impune no Brasil. A ideia que a idade traz experiência, sabedoria e contenção, foi rompida de forma melodramática quando Sussumo Itimura, 93 anos, prefeito de Uraí, Norte do Paraná, foi cassado por improbidade.

Apesar de ter nascido no Japão, quase um século atrás, num período em que os cálculos eram feitos em ábacos, Itimura se viu envolvido em um escândalo envolvendo empresa de informática. Riquíssimo (patrimônio de R$ 55 milhões declarado ao TSE), perdeu o mandato acusado de participar em um desvio mixuruca de R$ 44 mil.

Se alguém concluir disso aí que os velhos são velhacos e é mais prudente votar nos jovens e idealistas, convém lembrar que também esse padrão não é confiável. O mais jovem presidente a assumir o cargo no Brasil foi Fernando Collor de Mello, eleito aos 40 anos, em 1989, e botinado dois anos depois por envolvimento em esquemas de corrupção.


9 comentários

  1. Interior do Paraná
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 14:48 hs

    Quem conhece o Sr Itimura sabe que ele não seria capaz de fazer tal gesto, homem marcado pela integridade moral e pelo trabalho e não é a toa que foi eleito 5 vezes para prefeito, seu patrimônio é fruto de trabalho e economia. Se fosse um corrupto nem declararia seu patrimônio, infelizmente quiseram manchar a honra de um homem que só fez o bem para o município. O prefeito não é obrigado a conhecer todas as empresas infelizmente assinou o cheque confiando nas comprar realizadas pelo secretário, sinceramente ele não merece isso!!

  2. Kacetada
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 15:51 hs

    Não tem jeito. Somos um país de ladrões….

  3. Realista
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 16:09 hs

    No Brasil, os políticos estão corrompidos desde a infância, não tem nenhum que preste: 1/3 é bandido, 1/3 é vendido e 1/3 é omisso.

  4. José Antonio
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 18:32 hs

    É fato lamentável na politica paranaense, por causa de um funcionário pilantra que fez as falcatruas e a justiça está tomando todas as medidas cabiveis para punir, de um outro lado vem uns vereadores sem carater querer destruir a DIGNIDADE de um homem com passado e presente honestissimo.
    Senhores vereadores com certeza a população de Uraí em 2012 darão a vocês um grande DERROTA nas urnas, vocês não tem vergonha do que fizeram mas o povo vai lembrar.

  5. Dizao
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 19:42 hs

    Antes de julgar um homen trabalhador, necessário se faz, apurar os fatos, pois o julgamento foi politico, longe de ser confiável.

  6. gervásio
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 20:49 hs

    dificilmente o prefeito é culpado. foi envolvido por espertalhões e está pagando pelo que não deve.

  7. silva
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 22:37 hs

    não creio que isso seja verdade ! cheira a politicagem e das grossas !

    Um homem com este patrimônio (R$ 55 milhões) e com essa idade NÃO deviaria meros R$ 44 mil !

    Que a verdade seja revelada e que seja dada a palavra a seu Itimura !

    Que o deixem contar a sua versão dos fatos !

  8. Lucy Rizzi
    terça-feira, 28 de junho de 2011 – 22:04 hs

    Patrimônio de R$ 55 milhões feito às custas de muitos braços decepados por suas máquinas de rami, às custas de trabalhadores com baixos salários em suas fábricas, às custas do não desenvolvimento da cidade, não deixando nenhuma outra empresa entrar na cidade para gerar novos e melhores empregos, este último fato acontece para que não haja concorrência salarial com os salários de suas empresas…. Uraienses do meu querido Paraná, acordem enquanto ainda há tempo… ACORDEM pois esta saga de ITIMURAS ainda continuará.

  9. silmara
    sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 – 3:37 hs

    Lucy Rizzi; SAGA DE ITIMURAS?? A senhora por acaso é moradora de Uraí?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*