Morreu Maria Christina de Andrade Vieira | Fábio Campana

Morreu Maria Christina de Andrade Vieira

Morreu hoje Maria Christina de Andrade Vieira. Ela deixou há pouco a presidência da Fundação Cultural de Curitiba pressionada pela enfermidade. Em sua trajetória Maria Christina fez muito pela cultura paranaense.

Em vez de flores, Maria Christina pediu doações ao Erasto Gaertner. Disse a amigos e parentes que não comprassem flores para seu funeral. Em vez disso, Maria Christina disse que preferia que fossem feitas doações em seu nome para o Hospital Erasto Gaertner, especializado no tratamento de câncer.

Maria Christina lutava contra a doença e sempre destacou o excelente atendimento que recebeu no Erasto Gaertner.

Para mais informações sobre doação ao Erasto Gaertner, ligue para 0800-643-4888.

Nascida em Curitiba, Maria Christina formou-se em Filosofia, com licenciatura em Psicologia, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Ela era especialista em Antropologia Social pela Universidade Federal do Paraná; em Marketing pela PUC-PR e Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM); em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP).

Maria Christina foi professora de Filosofia da PUC-PR e, em 1987, ingressou no antigo Banco Bamerindus, na área de Promoções e Eventos. No Bamerindus, foi diretora executiva da Associação Cultural Avelino Vieira, por ela criada, diretora de Infraestrutura e membro da holding do banco, além de idealizadora do Natal no Palácio Avenida, que completa 20 anos em 2010 e é um dos principais espetáculos natalinos do Brasil.

Foi a primeira mulher a presidir uma Associação Comercial no País. Recebeu 63 prêmios na área de Marketing Cultural, entre eles o Diploma de Grão Mestre da Ordem Rio Branco, concedido pela Presidência da República. É integrante dos conselhos da Federação das Indústrias do Estado Paraná e da Associação Comercial do Paraná.


31 comentários

  1. valéria prochmann
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 14:46 hs

    Muito triste a partida da nossa querida amiga, a qual lamento muito… ela merece todas as nossas homenagens pelo grande legado que deixa para a cultura, o empreendedorismo, a ética, com sua inteligência e criatividade.

  2. HENRY
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 14:47 hs

    GRANDE PERDA PARA CURITIBA E PARANÁ.

  3. Gilberto Camargo
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 15:03 hs

    Triste perda.

  4. quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 15:21 hs

    Este pensamento reflete o carisma e vida da Maria Christina. Quem teve o privilégio de conhecê-la e ter sua amiga.

    Passamos a vida tentando entender o fantástico
    mundo dos sentimentos, buscamos incessantemente
    encontrar algo que nos é desconhecido.
    Lutamos para entender qual é a verdadeira
    essência de nosso ser, tentamos colocar em palavras
    a experiência oculta que existe em nós, mas
    não sabemos como fazê-lo, o único que sabemos
    é que não podemos ficar com aquilo que vivemos,
    necessitamos passar adiante, transmitir para
    alguém algo de nós mesmos .
    (Maria das Mercês Maia Muribeca)

  5. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 15:21 hs

    Essa mulher deixa um baita exemplo de vida para todos.

    E ainda na porta da outra vida, pensa nos outros, mostrando sentimentos de amor ao próximo.

    E celebra a existência duma instituição referencial no tratamento ao câncer.

    Já me vali do Erasto, uma baita cirurgia na boca feita pelo dr. Sassi e equipe. Minha mulher também. E tantas outras pessoas que encaminhei e acompanhei os seus calvários na luta contra doença tão maldosa.

    Deus tá preparando um Natal de luzes e cores, como você fazia no Bamerindus, para te receber, dona Maria Christina.

    Tanta sirigaita volúvel, fútil, desnecessária vagando pelai…

  6. quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 15:26 hs

    Passamos a vida tentando entender o fantástico
    mundo dos sentimentos, buscamos incessantemente
    encontrar algo que nos é desconhecido.
    Lutamos para entender qual é a verdadeira
    essência de nosso ser, tentamos colocar em palavras
    a experiência oculta que existe em nós, mas
    não sabemos como fazê-lo, o único que sabemos
    é que não podemos ficar com aquilo que vivemos,
    necessitamos passar adiante, transmitir para
    alguém algo de nós mesmos .
    (Maria das Mercês Maia Muribeca)

    Este pensamento transmite quem era Maria Christina. Temos o privilégio
    de tê-la como amiga.

  7. alcindo pereira
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 16:02 hs

    maravilhosa e humana, uma grande perda!

  8. DINIZ F. TRAIANO JUNIOR
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 16:23 hs

    Consternado pela morte de nossa querida Maria Cristina.

    Que nos deixa p levar toda sua forca ao ceu.

  9. RAIMUNDO FUENTES
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 16:51 hs

    NUNCA IMAGINEI QUE ESSA GUERREIRA SERIA VENCIDA……
    UM EXEMPLO DE SER HUMANO, A FILHA DE OURO DE AVELINO VIEIRA……
    MORREU LUTANDO ,SEMPRE LUTANDO………UMA VENCEDORA……….
    UMA DAS GRANDE PESSOAS QUE DEUS ME APRESENTOU NA VIDA……
    INESQUECÍVEL…….

    RAIMUNDO FUENTES.

  10. quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 17:54 hs

    Maria Cristina, além de tudo o que prestou em prol da cidade, foi uma grande apreciadora, conhecedora e amante das artes plásticas, o que a fez dirigir uma galeria por um bom tempo, acolhendo artistas e promovendo a arte. Grande perda para nós todos. Com meus mais profundos sentimentos,
    Celso Coppio

  11. Hamilton Luiz Nassif-Londrina
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 18:11 hs

    Extremamente humana! Uma perda irreparável,o Paraná está de luto..

  12. Banda Lyra Ciro Bello -musico
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 19:17 hs

    Trabalhei com ela em alguns eventos, em hoteis de Curitiba e Santa Catarina, sempre dava atenção a nós artistas, realmente uma senhora culta, inteligente, quando tentei falar com ela na Fundação Cultural de Curitiba, não me agendaram, retornei duas vezes e já era um pouco tarde ela já estava internada, mas resta agora orar por ela, pra que vá para um ótimo lugar, e que crie lá no Paraíso mais um Natal de luz, porque esse daqui da linda e amorosa Curitiba,já serviu de exemplo para muitos lugares, sendo que milhares de pessoas já viram as apresentações e para este ano só resta uma enorme homenagem a sempre bela, simpática, humilde, amiga Maria Cristina…va com Deus…

  13. Lucymar Nicastro
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 19:35 hs

    Maria Cristina foi uma lutadora. Lutou por nossa cultura, lutou pela vida.
    Amizade, admiração e carinho.
    Saudade.

  14. zedopovo
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 19:56 hs

    Nossos agradecimentos por tudo que ela fez pelo Paraná e por Curitiba, lamentamos a perda, mas o Céu deveria estar precisando de alguém como ela lá em cima…………vá com Deus e siga a luz, pq lá é seu lugar…………até um dia.

  15. THADEU PERONNE
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 21:51 hs

    Descanse em paz, sem dúvida perdemos uma grande guerreira da Cultura.Meu Deus fiquei chocado, fiz uma visita a ela na Fundação…sem palavras, não sabia dessa enfermidade…descanse em paz grande guerreira e que tudo que você plantou pela vida a fora dê frutos eternos!!

  16. Laercio Ruffa
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 22:54 hs

    Fica a lembrança da grande mulher que em muitas frentes se destacou.
    Fica a lembrança da amiga, de papos,encontros e de muita arte!!
    Deixo para a familia o meu carinho e sinceros sentimentos de pesar.

    Laercio Ruffa

  17. Celso Rocha
    quinta-feira, 2 de junho de 2011 – 23:27 hs

    É DESSAS FIGURAS QUE O PARANÁ SENTIRÁ FALTA!

  18. Miriam
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 1:24 hs

    Eu choro a sua perda.

  19. Isabela França
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 3:11 hs

    Tive a honra de ser sua assessora de imprensa e a considero exemplo de dignidade, caráter e determinação. Perde o Brasil um dos maiores ícones que transcendia a status, cargos ou quaisquer imposições circunstanciais. Perdemos nós, seus amigos, todos órfãos hoje.

  20. celeni venete elias
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 9:23 hs

    Perdemos uma grande mulher para o câncer. fICARÁ UMA GRANDE LACUNA.

  21. sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 9:45 hs

    E são estas mulheres que sempre nos inspiram,com sua força vital e criatividade.Este seu último pedido das doações ao hospital em troca das flores,foi sinceramente algo motivador e emocionante.nossa eterna gratidão.

  22. Pedro Herz
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 10:56 hs

    Perder uma amiga é sempre muito difícil; ficam lembranças das coisas e dos livros que jamais nos deixarão .

  23. DAVI VENÂNCIO
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 12:56 hs

    Seres humanos da qualidade de Maria Cristina, jamais morre apenas sai da vida para entrar para história.
    O paraná está triste mas o céu está feliz.

  24. Zuza Homem de Mello
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 14:03 hs

    Para este paulistano, se a cidade de Curitiba pudesse ter como símbolo o de uma mulher, deveria ser o de minha amiga tão querida Maria Christina. Lutou bravamente e com seriedade pela cultura de seu país e deixou como um de seus triunfos na vida o mais festivo evento da cidade, o Natal do Palácio Avenida.
    Zuza Homem de Mello

  25. VLemainski - Cascavel
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 14:21 hs

    Morre o corpo. Ficam vivas a lembrança e os exemplos.

  26. catalina
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 19:01 hs

    A Familai Bamerindus perdeu uma grande Mulhe! Q ela siga seu caminho em paz

  27. sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 21:03 hs

    Curitiba perde muito com o desaparecimento de Maria Christina. Com isto tambem a area cultural perde sua maior oportunidade de ter uma pessoa certa no lugar certo!
    A classe artística não só tem muito o que lamentar, como tambem render as maiores homenagens à esta grande mulher, que sempre incentivou e lutou para elevar a arte na nossa cidade!

  28. Magda Pereira
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 21:14 hs

    Pessoas com Maria Cristina são inspiraçao de realização.Se o céu existe ela vai fazer um excelente trabalho por lá também… fica vivo seu exemplo de luta e desprendimento…. com certeza vai se juntar a nossa saudosa Zilda Arns.

  29. Marcus Marcondes
    sexta-feira, 3 de junho de 2011 – 22:32 hs

    Cada vez que as janelas do Palácio Avenida se abrirem para o coral das crianças, nos lembraremos das boas obras deixadas por Maria Christina.

  30. puxa saco
    quarta-feira, 28 de dezembro de 2011 – 13:30 hs

    ehhe, é muito engraçado ler isto conhecendo a filha da Maria Cristina, sra. Mariella Dias. Um espírito de jovialidade eterno. hehe. ela com certeza estaria rindo disso. E serve para nos espelharmos em quem nos acolhe e cuida de nós em casa. Grandes exemplos familiares devem servir de geração à geração. Um enorme trabalho pela frente, e muito aprendizado em sociologia!

  31. Julio
    domingo, 3 de junho de 2012 – 20:45 hs

    Interessante o Globo de hoje 3 de junho de 2012 na página 8 publica uma carta assinada Maria Cristina de Andrade Vieira sob título Fichas-sujas ???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*