Ministra diz a Ducci que projeto do metrô é muito competitivo | Fábio Campana

Ministra diz a Ducci que projeto do metrô é muito competitivo

O prefeito Luciano Ducci reuniu-se nesta quarta-feira (22) com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, em Brasília. Eles discutiram diversos projetos de obras em Curitiba que terão ou poderão ter recursos do Governo Federal, entre eles o metrô. “O projeto do metrô de Curitiba é muito competitivo e tem grandes chances de ser aprovado”, disse Gleisi Hoffmann. “Vamos trabalhar para que Curitiba consiga estes recursos.”

O projeto do Metrô Curitibano foi inscrito no PAC da Mobilidade das Grandes Cidades para obtenção de R$ 2,25 bilhões a fundo perdido. A ministra disse que os projetos serão avaliados em julho e devem ter uma resposta em agosto. “Eu confio no projeto do metrô de Curitiba. É um projeto muito bem feito”, afirmou Gleisi.

Luciano Ducci disse que a ajuda da ministra Gleisi Hoffmann é muito importante para a cidade. “Como senadora, Gleisi já nos auxiliou na aprovação do financiamento da Agência Francesa para a Linha Verde Norte. Também houve a colaboração da ministra na cessão do terreno da Rodoferroviária. A parceria da Prefeitura com a ministra Gleisi é muito benéfica para a população de Curitiba.”

Nesta terça-feira, Luciano Ducci assinou com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, a cessão do terreno da Rodoferroviária, por até 10 anos. “Agora, precisamos conseguir a cessão do terreno atrás da Rodoferroviária, para construirmos um viaduto ligando a Avenida das Torres à Avenida Affonso Camargo”, disse Ducci.

A ministra Gleisi se comprometeu a colaborar nesta questão. “É mais um desafio. Vamos trabalhar para tornar possível essa cessão, pois o projeto é muito importante para Curitiba e para a Copa do Mundo”, afirmou Gleisi.

Luciano Ducci e Gleisi Hoffmann também falaram sobre o projeto de ampliação da Linha Verde Sul, do Pinheirinho ao Contorno Sul. O trecho, de 3 km, será feito com empréstimo do PAC da Copa. O prefeito informou a ministra que assinará a licitação para esta obra na próxima quarta-feira.

Outro projeto discutido foi a duplicação da antiga BR 116 até Fazenda Rio Grande. O trecho até Fazenda Rio Grande é de responsabilidade do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). A empresa OHL assumiu a rodovia através de concessão. “É uma obra que beneficia muito Curitiba e a região metropolitana”, disse Luciano Ducci.


11 comentários

  1. Questionador
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 12:21 hs

    -Parabéns para os dois, confirmam que as ideologias partidárias devem ser mantidas à distância quando se tratam de assuntos do interesse do povo e do Estado do Paraná.
    -Esperamos que a Ministra Gleisi mantenha sempre um canal aberto não só ao Prefeito de Curitiba, Governador do Paraná mas também à todas as lideranças que apresentarem projetos concretos que contemplem o benefício ao povo paranaense.

  2. Indignada
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 12:42 hs

    Se sem metro as construções de Curitiba estão afundando ( bigorrinho e juveve), imaginem com o metro. O metro será benefico apenas para os bolsos dos politicos que já dividiram essas verbas desde 2007

  3. souza-naves
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 14:21 hs

    conserteza a nossa senadora, ministra ajudara curitiba em muito…

  4. José Augusto
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 15:56 hs

    Este projeto deve ser discutido com a sociedade curitibana. Chega de elefantes brancos!!!

  5. CORITIBANO
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 16:47 hs

    PARABÉNS SENHORA MINISTRA E SENHOR PREFEITO.
    OS VERDADEIROS PARANISTAS E CURITIBANOS LUTAM PARA MELHORAR O BEM COMUM.

  6. Kacetada
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 18:59 hs

    A Pópulação já viu e opinou sobre o projeto? Não. Como se leva isso pra Brasília se sequer sabemos o que o povo quer. Bem pra esses nossos politicos das araucárias, o que menos importa é o povo. Viva eles, e somente eles….

  7. IETO
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 20:37 hs

    Parabéns a ambos!

    Assim é que se constrói. Unidos por um bem comum. Todos ganham, principalmente o usuário, a família curitibana.

  8. nacim elias sabagg filho
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 21:57 hs

    sou fan da senadora e agora ministra de um orgao mais importante do governo agredito que ela vai ajudar ctba nesta parte

  9. Cidinha
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 22:13 hs

    O que se deve repensar em Curitiba é a mobilidade social na ítegra, e não medidas paliativas.
    Curitiba não comporta metro, nossa cidade foi planejada para ter transporte sobre rodas e não por baixo da terra.
    O que vai ocorrer com este projeto é o desvio de nosso suado imposto, vertido para o bolso dos políticos de plantão. K horror

  10. Mom
    quarta-feira, 22 de junho de 2011 – 23:00 hs

    Fruet na Prefeitura e Gleisi no Governo…É o novo Paraná…

  11. MINHOCA
    quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 9:28 hs

    Finalmente Curitiba poderá ter o seu metrô… blz… essa mulher vai longe (palácio das araucárias?)

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*