Revitalização no litoral e interior | Fábio Campana

Revitalização no litoral e interior

Em audiência com o governador Beto Richa, a deputada federal Rosane Ferreira (PV-PR) sugeriu pavimentar o trecho que liga Antonina a Guaraqueçaba com pedras irregulares ou com outra opção ecologicamente sustentável. A deputada ainda sugeriu a revitalização do Rio Iguaçu, especialmente na extensão que corta a Região Metropolitana de Curitiba, com um plano integrado entre os municípios para coleta e tratamento de esgoto.


11 comentários

  1. Borduna
    segunda-feira, 20 de junho de 2011 – 19:03 hs

    Sugestões verdes, temos de reconhecer….

  2. antonio carlos
    segunda-feira, 20 de junho de 2011 – 20:39 hs

    A deputada do PV não sabe o que está falando, a estrada para Guaraqueçaba é para ficar assim mesmo, quase intransitável, é para desincentivar o turismo na região que, como ela deveria saber, é extremamente frágil. E a fera é deputada da turma do verde, imagine se fosse da turma do PP, mandava passar o trator em tudo. Tony

  3. segunda-feira, 20 de junho de 2011 – 20:48 hs

    como se ele estivesse muito interessado!

  4. SEPULVIDA
    segunda-feira, 20 de junho de 2011 – 23:36 hs

    Be carefful Beto! A prefeitura de Araucária já tem 27 milhões das medidas compensatórias da Petrobrás bloqueados para investir no rio Iguaçu.Pavimentar a estrada desta forma pode ser um mico verde!!!

  5. Alberto
    terça-feira, 21 de junho de 2011 – 8:23 hs

    CHOQUE DE GESTÃO… OU DEVE ESTAR EM CHOQUE, OU EM XEQUE!!!???

  6. Amanda Pguá - PR
    terça-feira, 21 de junho de 2011 – 12:34 hs

    Que o litoral seja ouvido antes de qualquer coisa!!! As praias merecem atenção especial, afinal, somos um dos cartões postais mais importante do Paraná!

  7. Marcos-GÇABA-PR
    terça-feira, 21 de junho de 2011 – 15:06 hs

    Pelo visto, o litoral do estado só é lembrado na temporada pelos nossos políticos! Entende-se “temporada” de caças aos votos!!!
    Mas veremos se as promessas feitas à meses atraz, serão cumpridas.

  8. MARIONEI DE LIMA GOMES
    terça-feira, 21 de junho de 2011 – 16:54 hs

    É ISSO AI TEM QUE PAVIMENTAR MESMO CHEGA DE ISOLAMENTO VAMOS COLOCAR GUARQUEÇABA NO MAPA.

  9. Parente Rius
    terça-feira, 21 de junho de 2011 – 19:54 hs

    Para quem não sabe essa é a nova Presidenta do PV do Paraná, desbancou o tal Melo Viana e sua cambada, sózinha a mulher tirou uma das maiores monarquias estabelecidas em partidos políticos no Paraná, este mandou durante 20 longos anos.

  10. antonio carlos
    terça-feira, 21 de junho de 2011 – 21:34 hs

    Amo tanto o nosso litoral, que me livrei da casa que tinha em Guaratuba. Cansei de financiar a prefeitura e o seu iptu absurdamente caro. E que só sabia pintar os meio-fios de branco antes das férias. Do litoral só quero uma coisa, distância. Tony

  11. terça-feira, 28 de junho de 2011 – 9:55 hs

    Primeiramente a iniciativa de trazer o assunto ao Governo do Estado é muito boa, só que temos que ter certo cuidado quando se fala em pavimentação.

    A região é uma área de proteção ambiental muito sensível, por isso tem que se pensar em pavimentação ambientalmente correta, por exemplo;

    Enzimas Biodegradáveis que seriam ideais para a região este tipo de tecnologia já é usado a muitos anos para estabilização de solos em países em desenvolvimento.

    A região realmente merece um cuidado especial, mas não podemos esquecer que lá também existem pessoas que tem sonhos de ter uma vida melhor, com o mínimo de dignidade de ter (luz, saneamento básico).

    Muitos nem imaginam o que se produz na região, para quem não conhece faça uma visita ao longo da estrada exemplos;

    Comunidade do Potinga (farinheiras), comunidade de Serra Negra Pedra Chata (plantio de arroz) que sai dali para SC, Comunidade Ipanema possui uma fabrica modelo no país em produção de Palmito de Palmeira Real, outras regiões tem plantio de palmeira (pupunha), banana para exportação, pequenos produtores de doces caseiros, artesanatos de madeira, escamas de peixe, conchas, fibra de bananeiras entre outros.

    Em minha opinião, quando se fala em desenvolver a região de Guaraqueçaba para o turismo, não devemos esquecer que com a melhoria da estrada independente da forma que for o turismo só será sólido a partir do momento que estas comunidades tiverem seus direitos garantidos, como; Garantia da estrutura de controle de entrada de turistas na região, Melhoria das estradas vicinais para escoamento das produções; Apoio técnico do governo municipal e estadual a agricultura; unificação de sistema para licenças ambientais (Ibama, Iap, Força Verde e Secretaria Municipal de Meio Ambiente, melhoria da educação do ensino básico, fundamental e superior, saúde, preservação da cultura local e outros.

    A cidade precisa de bons projetos técnicos em geral, isso poderia ser um desafio as universidades para que através de seus alunos pudessem aliar trabalhos de parcerias com o poder público municipal.

    Portanto quero dizer que, quando alguém que não mora em Guaraqueçaba for pensar em algo lá na região, pense em um modelo sustentável de desenvolvimento que gostaria que tivesse na sua cidade, no seu bairro, na sua rua e na sua própria casa!

    Ai sim poderia disser que estas pessoas estariam aptas a somente dar opiniões e não executar ações em lugares que nunca visitaram.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*