Folha: "Nova ministra da Casa Civil carrega fama de 'trator' desde MS" | Fábio Campana

Folha: “Nova ministra da Casa Civil carrega fama de ‘trator’ desde MS”

Da Folha de São Paulo

Nos três anos em que participou do governo do PT em Mato Grosso do Sul, de 1999 a 2001, a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) consolidou fama de “trator” idêntica à relatada por colegas do Senado, informa reportagem de Rodrigo Vargas e Rodrigo Vizeu publicada na Folha deste domingo.

Nos três anos em que participou do governo do PT em MS, a ministra Gleisi Hoffmann consolidou fama de ‘trator’

Em 2002, por sete meses, foi secretária de Londrina (PR), onde é lembrada como “dura, mas doce”.

Essas são as duas últimas experiências da petista no Executivo.

No governo sul-mato-grossense de Zeca do PT, ela foi condutora da reforma administrativa que incluía cortes de gastos e de pessoal, fusões e extinções de empresas públicas e mudanças no sistema previdenciário estadual.


14 comentários

  1. dr flavio mrlb Curitiba
    domingo, 12 de junho de 2011 – 17:19 hs

    Creio que pessoas importantes, de caixa dois, três, e apaniguados, terão sérias dificuldades de sobreviver mantando as mordomias, com a nova administração.

  2. Parreiras Rodrigues
    domingo, 12 de junho de 2011 – 17:47 hs

    O Brasil precisa de um trator. De muitos.

    Um técnico-burocrático para a reforma administrativa e os outros para obras de infraestrutura.

    A primeira tratorada seria a transformação do ministério da Pesca em diretoria e a extinção de um monte de cabides.

    Mas a proposta do Estado Totalitário não permite.

  3. Marcão
    domingo, 12 de junho de 2011 – 18:20 hs

    É preciso ser duro, mas sem perder a ternura, jamais…

    Ernesto Che Guevara

  4. antonio carlos
    domingo, 12 de junho de 2011 – 18:35 hs

    Então deve ser um trator bem soft, bem diferente destes que estamos acostumados a ver por aí. Tony

  5. CAÇADOR DE PETISTAS
    domingo, 12 de junho de 2011 – 18:37 hs

    Não queremos este tipo de trator no Brasil tampouco no Paraná. Volta pro Mato Grosso Dna Bootofmann.

  6. Joao Carlos
    domingo, 12 de junho de 2011 – 19:03 hs

    A casa civil esta em boas maos Gleisi e competente por onde passou deixou sua marca, mulher de fibra e muito dedicada o Parana so tem a ganhar com a nova ministra…parabens

  7. Alaor
    domingo, 12 de junho de 2011 – 22:04 hs

    Para passar por cima da hipocrisia, safadeza, ladroagem que existe neste pais somente um trator. Mas o povo anda tão desacreditado que fica dificílimo de acreditar em algo de bom, mas como a fé para mim é a ultima que morre.

  8. Prof. Luiz Gonzaga-Maringá
    domingo, 12 de junho de 2011 – 22:45 hs

    Como cidadão brasileiro, independente de ideologia política, espero que o país possa crescer com democracia, produção e distribuição de renda e justiça social, e que, cada brasileiro possa conviver com as diferenças e com os diferentes e ao fina todos sejamos felizes neste País bonito por natureza e abençoado por Deus.

  9. LUIZ
    domingo, 12 de junho de 2011 – 23:27 hs

    Prepotência e sinônimo de incompetência. Aguardemos.

  10. segunda-feira, 13 de junho de 2011 – 10:13 hs

    DOCE E DURA É SO RAPADURA

  11. DO LITORAL
    segunda-feira, 13 de junho de 2011 – 10:54 hs

    EIS QUE SURGE A FUTURA GOVERNADORA DO PARANÁ, ALICERÇADO PELO MOVIMENTO FEMININO, ONDE AGORA, É A VEZ DAS MULHERES. COMPETENTE E FORTE, PRECISARÁ O ATUAL GOVERNADOR RICHA, FAZER UM EXCELENTE GOVERNO ATÉ O FIM DO SEU MANDATO, CASO CONTRÁRIO, SERÁ ESMAGADO PELO “TRATOR GLEISI” EM 2014. ESTOU GOSTANDO DA ADMINISTRAÇÃO RICHA, DA MANEIRA COM QUE ELE ESTÁ CONDUZINDO O ESTADO DO PARANÁ. POR ISSO, VEJO UMA GRANDE BATALHA EM 2014.

  12. andre
    segunda-feira, 13 de junho de 2011 – 11:46 hs

    Um trator sim, mas um trator lindasso…

  13. Geraldo
    segunda-feira, 13 de junho de 2011 – 14:01 hs

    “Menas”, andre, “menas”, digamos engraçadinha…

  14. Cachimbo
    segunda-feira, 13 de junho de 2011 – 15:39 hs

    Ela é um trator mesmo, faz arrastão nos membros primeiro escalão do PT .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*