Exonerado da chefia do IAP, ator de filme erótico processa o Estado | Fábio Campana

Exonerado da chefia do IAP, ator de filme erótico processa o Estado

Do G1 PR

Valter Pagliosa pede indenização de R$1 milhão por danos morais.

O ex-chefe do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) de Cascavel, no Oeste do estado, Valter Pagliosa, pede na Justiça que o governo estadual o indenize por danos morais. O valor solicitado é de R$ 1 milhão. Segundo Pagliosa, ele não teve a oportunidade de se defender antes da exoneração.


O governo estadual, por meio da assessoria de imprensa, afirmou que desconhece a ação e por isso não vai se manifestar sobre o assunto.

Pagliosa foi exonerado do cargo em abril, quando veio a público a informação de que ele participou da filmagem de um filme erótico, há cerca de cinco anos, em Cascavel.

Na ocasião, em entrevista ao G1, o ex-chefe do IAP afirmou que pediu afastamento porque o trabalho que ele realizou antes de entrar no governo estava “causando muita polêmica”. O chefe da Casa Civil, no entanto, afirmou que a exoneração foi solicitada pelo presidente do IAP.

Pagliosa está desempregado e disse, que por conta deste episódio, não consegue um novo emprego. Ele afirmou que não tinha a pretensão de processar o governo estadual, mas mudou de ideia com as ofensas, ironias e sátiras que recebeu pela internet.

Um dos argumentos da defesa é que a ação de registro da Agência Nacional de Cinema (Ancine) mostra que a classificação do filme é erótica e não pornográfica, como o governo sugeriu.


10 comentários

  1. PICA PAU
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 7:45 hs

    Que sai ado borso do administrador, não dos impostos.

  2. Osmar Nogueira
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 9:10 hs

    Cargo em comissão é de livre nomeação e exoneração. O governo não precisa justificar. Pra ganhar um milhão só se o Valter voltar a fazer filmes.

  3. polemico
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 9:24 hs

    Por um ato de descriminação cometida pelo atual governo do Paraná o Estado não pode arcar com este valor que realmente o Rapaz deve ganhar.
    A indenização deveria ser paga pelo atual governador e não pelo Estado.
    Se o Estado tiver que pagar é o preço que nós estaremos pagando por escolher a pessoa errada para governar nosso estado.

  4. Zangado
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 10:48 hs

    Se o cidadão ganhar a ação judicial contra o Estado, espera-se que o (s) responsável (is) pela causa dos danos morais seja objeto da chamada ação de regresso, pois, além de mandamento constitucional, não deve a sociedade, através do erário público, arcar com os prejuízos dessa “mancada politiqueira”.

    Artigo 37 da Constituição da República; “As pessoas jurídicas de direito público e as de direito privado prestadoras de serviços públicos responderão pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros, assegurado o direito de regresso contra o responsável nos casos de dolo ou culpa”.

  5. napoleão
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 11:35 hs

    Então quem paga é o verdadeiro culpado…. Requião, foi ele que começou com toda essa confusão.

  6. Dizao
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 12:14 hs

    Esse cara é folclórico epitoresco

  7. LEAD
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 12:40 hs

    Demitir não é o problema, o problema é demitir por ter feito filme pornográfico, o que, pelo que se sabe, foi classificado pelo órgão do governo Federal como ERÓTICO e não PORNOGRÁFICO. Tem muita diferença aí. E o nome do cara ficou enxovalhado perante a opinião pública.

  8. José Diniz
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 13:31 hs

    Vamos aos fatos, o cidadão faz um filme pornográfico por livre e espontânea vontade. Não fica famoso e, pelo jeito rico. Trabalha no estado, alguem descobre o passado (no meu ponto de vista não tem a nada a ver, a Xuxa fez filmes desse gênero e depois apresentou programa para criança em um Rede de TV), é exposto à mídia. Agora quer receber do estado R$ 1 milhão!!! Entre com ação contra quem divulgou, o juiz dirá se processa ou não quem te causou prejuízo. Cada uma né…

  9. segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 13:56 hs

    Pelo visto o caso ainda rende alguns capítulos.
    Requião é que deve estar gargalhando em Brasília.

  10. Pk
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 16:51 hs

    O REQUELEÃO VAI PEDIR A PARTE DELE QUANDO A GRANA SAIR. SE SAIR! ISSO TA CHEIRANDO ESQUEMA.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*