Documentos sobre crimes cometidos pela Ditadura Militar serão divulgados na internet | Fábio Campana

Documentos sobre crimes cometidos pela Ditadura Militar serão divulgados na internet

Projeto “Brasil Nunca Mais Digital” vai reunir na rede relatórios que revelam as torturas e as violações dos direitos humanos cometidas pelo regime militar. Ato público marca o lançamento no dia 14 de junho, em São Paulo

Da Caros Amigos

No dia 14 de junho, um ato público na cidade de São Paulo dará início ao projeto “Brasil Nunca Mais Digital”, iniciativa que trará de volta ao País documentos da época da ditadura militar que comprovam as torturas e crimes cometidos pelo regime. Os documentos estavam nos Estados Unidos e agora serão disponibilizados na internet.

Os documentos foram reunidos e desenvolvidos na década de 1980 pelo Conselho Mundial de Igrejas e pela Arquidiocese de São Paulo, com a coordenação do Rev. Jaime Wright e de Dom Paulo Evaristo Arns. A ação se transformou no projeto “Brasil Nunca Mais” que possibilitou a produção relatórios e de um livro – com o mesmo nome do projeto – a partir do exame de cerca de 1 milhão de páginas de processos judiciais, que revelam as torturas e as violações dos direitos humanos cometidas pelo Estado Brasileiro durante a Ditadura.

Com medo de que o material fosse destruído pelos militares, microfilmes dos documentos foram enviados para os Estados Unidos e, agora, retornam para serem tornados públicos na rede.

A atividade acontecerá na sede da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, dia 14 de junho, às 14h.

O Brasil Nunca Mais Digital está sendo promovido pelo Armazém Memória, Arquivo Público do Estado de São Paulo e Ministério Público Federal, com o apoio do Arquivo Nacional, Center for Research Libraries (EUA), Conselho Mundial de Igrejas (Suíça), Instituto de Políticas Relacionais e OAB / RJ. A digitalização está sendo feita pelo Armazém Memória.


13 comentários

  1. Divanir
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 19:55 hs

    Porque a Igreja também não divulga as milhares de denúncias contra ela. Pra mostrar o dre dos outros, também tem que mostrar o seu rabo. Vamos também divulgar as atrocidades que fizeram os revolucionários.Todos viram o que a democracia troxe.

  2. segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 21:52 hs

    Finalmente!
    Mas bom mesmo era ver essa gente ser punida!

  3. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 22:21 hs

    quantas mentiras foram e são contadas sobre a ditadura no brasil e os que mais falam as mentiras são exatamente, os que sentam hoje nos tronos do poder,os brasileiros honestos e trabalhadores não sofreram com o militares no poder.existe fgts,planos habitacionais,hidreletricas,ferrovias que hoje estão sucateadas pelos governos cívis etc etc construidos pelos militares,enfim:contar mentiras é muito facil para quem não conhece as verdades. O que eu acredito é que lutar por ideais não justifica uso de armar,assaltos e outros crimes praticados pelos que chamam de heróis… violência sempre gerou violência e já vimos em documentários e ouvimos em alguns depoimentos que eles também não tinham compaixão de quem atravessasse na frente,do mesmo modo que tinham “monstros” entre os militares,existiam “monstros”entre os “mocinhos”…E Dilma, o que ela era ou foi??? Praticou assaltos, cometeu crimes contra a ordem pública a fim de defender ideias comunistas ou Cubanos.
    Bândido é bândido, mocinho é mocinho e o PT sempre foi Bãndido e não pode e não deve ser diferete afinal, o PT sempre foi contra a DEMOCRACIA, basta verificar os arquivos da história da democratização do Brasil..

  4. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 9:32 hs

    lamentávelmente, os crimes cometidos pela esquerda comunista (PT), tais como assalto a banco e sequestro aos quais Dilma participou, não será mostrado ao público brasileiro afinal, não interessa ao PT.

  5. Anônimo
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 10:10 hs

    e os crimes do p…t… quando serão divulgados….

  6. RAINER
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 10:27 hs

    DEVERIAM TAMBÉM MOSTRAR AO PÚBLICO OS ATAQUES E ROUBOS A BANCOS E ATOS TERRORISTAS DA ÉPOCA, AI MINHA GENTEIRIA APARECER PESSOAS QUE HOJE SÃO FAMOSAS E MANDONAS, TAIS COMO A NOSSA PRE…….

  7. Jorge
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 11:06 hs

    Que vergonha!!!!!!
    Dilma querendo desviar a atenção dos brasileiros para o governo militat.
    O que foi feito depois deles?
    Além de roubar nosso dinheiro, NADA!!!!!
    Vejam se alguém dos governos militares enriqueceu filhos e outros parentes ou mesmo enriqueceu 20 vezes em 4 anos.

  8. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 11:46 hs

    Mário Andreazza, coronel, super ministro dos Transportes morreu e amigos fizeram vaquinha pro sepultamento.
    Ano passado, vi Roberto Ávila entrevistando Cesar Cals, o das Comunicações. Na casa dele. Simplinha, nada de ostentação de riqueza, mais para cultor de antiquidades.
    O próprio Delfim Neto, não me consta que tenha roubado através de algum consultoria. E lembremo-nos que o homem era o bicho..
    Teve quem roubou, o japa das Minas e Energia, o próprio Geisel levou algum na compra da sucata alemã para implnatar em Praia Podre o complexo de Angra.
    O governo militar fez muito mal para o Brasil.
    Mas o petê se esmera em procurar fazer pior.

  9. Borduna
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 11:53 hs

    Viiiiiiiiiiich, vai ser o bicho e ele vai pegar….

  10. Giba
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 12:00 hs

    Excelente iniciativa, os anos de chumbo nunca mais…
    Viva a liberdade de expressão, viva a democracia e a liberdade

  11. S Y N F R O N I O.
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 14:53 hs

    Meu caro PARREIRAS RODRIGUES, tire a vizeira homem, o ACM, tmbem nao
    deixou bens a inventariar, mais seus decendentes sao donos da Bahia.

  12. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 17:08 hs

    Ô Sinfrônio: Nunca generalizo. No período da Dita Dura, releia, uns e outros meteram a mão. Mas outros e uns, não.

    Deusmelivre de voltar a frequentar cadeia só por causa duns escritos…

  13. quanta ignorância
    terça-feira, 7 de junho de 2011 – 17:14 hs

    Vão ler alguma coisa de economia.
    Vão se inteirar de como era o Brasil antes de 1964
    O Jango foi deposto porque os milicos tinham medo do Fidel e porque a dívida externa do Brasil era de seis bilhões de dólares.
    O Fidel nunca invadiu nem influenciou ninguem.
    Apos cinco anos de governo militar a dívida externa já era de cem bilhões de dólares. Nem o Palocci faria uma coisa dessas.
    Quem nunca ouviu falar nos ministros dez por cento?
    Roberto Campos e Delfim Netto
    O que o atual governo rouba (é o que dizem), não faz nem cocegas naquilo Que o governo dos militares roubaram, (e não é balela, é comprovado).
    Em um único empréstimo (LEMBRO-ME AINDA A CARA DESLAVADA DO DELFIM NETTO NA TV DIZENDO QUE ERA UM EMPŔESTIMO JUMBO PARA PAGAR OS JUROS DA DÍVIDA) de seis bilhões de dólares., o Delfinzinho levou para casa, junto com o Campos (é claro) a bagatela sessenta milhões de dólares.
    A corrupção e os empréstimos externos eram tanto, que em determinada época foi feita uma auditoria e a Fazenda Nacional não conseguiu arrolar todos os bancos que tinham emprestado dinheiro para o Brasil. Pode?
    Pode e é a mais pura verdade.
    Porque a Globo não faz um túnel do tempo e procura as reportagens da época e coloca no ar? Porque a globo tambem tinha uma partezinha nos famosos 10%
    Todos tem direito de se manifestar, mas por favor, utilizar um veículo tão precioso como esse para dizer asneiras, ou falar o que não conhece, por favor, VÃO DORMIR!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*