Dilma já pode repetir Lula: Ela não sabia, diz Palocci | Fábio Campana

Dilma já pode repetir Lula: Ela não sabia, diz Palocci

Lula Marques/Folha

Em entrevista aos repórteres Sérgio Dávila e Valdo Cruz, Antonio ‘Consultor’ Palocci disse que não informou à chefe os nomes de sua clientela e seu faturamento.

“Não achei adequado importunar a presidente com esse tipo de informação, esse tipo de detalhe”, declarou o mandachuva da Casa Civil.

Mesmo depois da revelação de que seu patrimônio multiplicara-se por vinte, Palocci continuou achando inadequado “levar essas informações à presidente”.

O ministro adicionou ao inacreditável uma dose de inaceitável ao revelar: Dilma não teve a curiosidade de inquiri-lo a respeito do tema que eletrifica Brasília.

Ficou entendido que, ao lado do ministro suspeito, há uma presidente da República desligada. Uma personagem cujo alheamento não condiz com o cargo.

De resto, ficou subentendido que, quando achar conveniente, Dilma pode mimetizar o Lula da fase mensaleira. Está autorizada a dizer: “Eu não sabia”.

Aqui, a íntegra da entrevista, veiculada pela Folha. No Leia Mais, o pedaço da conversa em que Palocci informa como desinformou Dilma:

– O sr. forneceu à presidente a lista dos clientes de sua consultoria antes de assumir o cargo de ministro? Quando fui convidado pela presidente Dilma para assumir o cargo de ministro, comuniquei a ela que era sócio de uma consultoria e que teria que tomar providências a respeito. Antecipei que seguiria as normas e as determinações da Comissão de Ética Pública da Presidência. Não entrei em detalhes sobre nomes dos clientes ou serviços prestados para cada um deles. Antes de minha posse, o objeto social da empresa foi alterado, todos os seus contratos e atividades encerrados e a administração de seus recursos foi repassada a uma instituição financeira.

– O sr. também não informou a presidente sobre o faturamento da empresa? Não. Não achei que era adequado importunar a presidente com esse tipo de informação, esse tipo de detalhe. O que eu disse a ela claramente era sobre a existência da empresa, o que a empresa fazia, o que eu teria de resolver antes de entrar no governo. Se a empresa continuasse funcionando, haveria conflito de interesses.

– E depois que a Folha revelou o faturamento de sua empresa em 2010? Não falo sobre faturamento. O faturamento foi 100% informado aos órgãos de controle tributário e todos os impostos foram recolhidos. A Receita nunca multou a Projeto. Nem a Prefeitura de São Paulo. A empresa teve certidões de regularidade na Receita durante todo esse período. Isso para mim é que é o importante. Não acho adequado levar essas informações à presidente.

– Mas nem depois que foi divulgado? O que ela me sugeriu, o que me orientou, é que eu desse todas as informações necessárias à Procuradoria da República e explicasse os procedimentos da empresa.

– Nem por curiosidade a presidente perguntou quem eram seus clientes e quanto o sr. faturou? Não.


6 comentários

  1. ANALISTA
    sábado, 4 de junho de 2011 – 21:36 hs

    Somente o analfabetismo politico do povo brasiliero que não conseguiu ver que a turma do PT são malandros refinados e querem o governo para enriquecerem facilmente.

  2. antonio carlos
    sábado, 4 de junho de 2011 – 22:15 hs

    Estou com pena da companheira, ela não está nem a meio ano e já está como o companheiro, por fora das coisas. E ainda tem mais três e meio de mandato, imaginem quando ela estiver no fim, aí é que não vai saber de nada mesmo. Tony

  3. Simone
    domingo, 5 de junho de 2011 – 13:11 hs

    Ah tá.

  4. COLLOR FOI, AGORA É DILMA.
    domingo, 5 de junho de 2011 – 18:50 hs

    DILMA É TÃO IMPRESTÁVEL QUANTO LULA DA SILVA.

    VADE SATANÁS.

  5. Deutsch
    domingo, 5 de junho de 2011 – 22:03 hs

    É uma verdadeira lástima saber que os brasileiros serão novamente, quero dizer, continuarão a tratar-nos como palhaços, pois, alem de sequestradora e bandida, a presidente (com minúscula mesmo), vai tambem seguir os passos de seu chefe e dizer que não sabia de nada.
    Acho que esses calhordas do pt só tem candidato “inguinorante” para ocupar a cadeira da presidencia da republiqueta das bananas chamada Brasil.

  6. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 – 10:57 hs

    O povo brasileiro não tem acesso à excelente educação, não tem convênio médico como os hospitais particulares que os políticos e toda a família usufruem deixando a conta para o povo pagar, não tem aposentadoria vitalícia como presidentes, não tem segurança nas ruas, não tem saneamento básico, não tem casa, mora nas encostas dos morros e favelas… Mas este mesmo povo idolatra estes la drões, admira o enriquecimento impossível de acontecer em 4 anos e continua votando no Ali Babá e os 40 lu las.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*