CPI dos Portos avança nas investigações | Fábio Campana

CPI dos Portos avança nas investigações

Os deputados que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga denúncias de irregularidades nos portos de Paranaguá e Antonina realizaram nova reunião hoje (29), às 10 horas, na Assembleia Legislativa, para definir a agenda de trabalho dos próximos dias. Na semana passada (no dia 21), a CPI já aprovou dois requerimentos que determinam que a APPA repasse à Comissão todos os documentos referentes a licitações e chamamentos públicos feitos pela autarquia a partir de 2006.

Nos documentos, os deputados também solicitam à Polícia Federal e ao Ministério Público federal cópias da investigação das operações “Dallas” e “Águas Turvas”, deflagradas no início do ano. Outra medida aprovada é a visita dos parlamentares aos portos de Paranaguá e Antonina, o que deve acontecer na primeira quinzena de julho. “Vamos estudar os documentos e aprofundar a apuração de algumas denúncias e, a partir daí, começaremos a chamar as pessoas para prestar esclarecimentos”, explicou o presidente da CPI, Douglas Fabrício (PPS).

Outro alvo de interesse dos deputados são as ações trabalhistas envolvendo os portos paranaenses. Através do requerimento encaminhado por Douglas Fabrício, a CPI está pedindo um relatório com as datas, valores pagos e as defesas feitas pelo setor jurídico da APPA. No mesmo documento os deputados pedem informações sobre as operações do terminal Barão de Teffé, de domínio da APPA. “Há denúncias graves sobre estes dois assuntos que ainda não foram investigadas pelo Ministério Público Federal. Portanto, é dever da CPI fazer esse levantamento para que a população do Paraná saiba o que de fato está acontecendo em Paranaguá”, disse Douglas.

A CPI, comandada por Douglas Fabrício é integrada ainda pelos seguintes parlamentares: Jonas Guimarães (PMDB), Stephanes Junior (PMDB), Ademir Bier (PMDB), Mauro Moraes (PSDB), Professor Lemos (PT), Evandro Junior (PSDB), Hermas Brandão Junior (PSB), Rasca Rodrigues (PV), Elio Lino Rusch (DEM) e Fernando Scanavaca (PDT), escolhido relator. Os trabalhos devem ser concluídos em 120 dias (o prazo pode ser prorrogado caso isso seja necessário), quando será apresentado ao presidente do Poder Legislativo e ao Plenário, um relatório final.


3 comentários

  1. Simone
    quarta-feira, 29 de junho de 2011 – 11:05 hs

    Xii a hora em que forem mexer com as açóes trabalhistas, vai aparecer coisas.

  2. quarta-feira, 29 de junho de 2011 – 14:24 hs

    Ainda estão pedindo cópias, mas porque não investigam, vão apresentar cópias de todos os trabalhos feitos pelos órgãos no final da CPI, isso até um estagiário (com todo o respeito que estes merecem) faz sem gastar nada.
    Balela, conversa prá boi dormir , acorda pamonha, vai trabalhar de fato.

  3. PARANA NETO
    quarta-feira, 29 de junho de 2011 – 16:35 hs

    …..essa se forem fundo….se preparem….teremos a terceira guerra mundial……

    parana neto

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*