Universal faz proposta irrecusável ao SBT | Fábio Campana

Universal faz proposta irrecusável ao SBT

Fotos Rodrigo Félix Leal

Uma proposta irrecusável feita pela igreja Universal ao SBT pode transformar a madrugada da emissora. Hoje, o SBT é dono de uma das audiências mais altas durante a madrugada porque é um dos únicos canais abertos que não possui programação religiosa.

A informação é do colunista do Uol, Flávio Ricco, que conversou com uma pessoa próxima à negociação. A proposta, garante a fonte do colunista, é irrecusável. Seria mais do que os quase R$ 18 milhões oferecidos pela igreja Mundial do Poder de Deus, de Valdomiro Santiago, em fevereiro deste ano.

Estes números milionários das igrejas impressionam, sem surpresa. Na reportagem Templo é dinheiro, da Revista Ideias deste mês, é possível entender melhor como funciona este rentável empreendimento chamado igreja. Leia.


11 comentários

  1. KAREKA
    terça-feira, 17 de maio de 2011 – 14:29 hs

    TÁ DEMORANDO PRO GOVERNO DAR UM JEITINHO E COMEÇAR A COBRAR IMPOSTOS DAS IGREJAS!!!!! DÁ QUEM QUER, PEGA QUEM É ESPERTO!

  2. Zangado
    terça-feira, 17 de maio de 2011 – 15:14 hs

    Pois é, o arrocho da Receita Federal neste país é só para os que recolhem tributos ?

    Cabe lembrar aos fazendários a palavra de Deus: “Não podeis servir a Deus e a Mammom ! ”

    E aos igrejeiros: “Dai a Cezar o que é de Cezar, e a Deus o que é de Deus !

    O resto é “vaidade das vaidades” – já pregava o Eclesiastes.

  3. antonio roberto simplicio
    terça-feira, 17 de maio de 2011 – 15:40 hs

    Não se pode confundir os evangélicos sérios, àqueles que não aderiram a Teologia da Prosperidade, com esse bando que encontrou na igreja uma forma de enriquecer. Concordo com o Zangado e acho que todas as igrejas (católicas, evangélicas, centros espiritas, etc) deveriam recolher impostos, o que impediria a lavagem de dinheiro, como aconteceu no caso do Bispo Edir Macedo. Agora, é preciso deixar claro que nem todas as igrejas são ricas, como se presume. Faço parte do Ministério Filemom, que ajuda mensalmente 4 pastores em dificuldades financeiras e que realizam valoroso trabalho junto ás comunidades pobres, pregando o verdadeiro e genuino Evangelho de Cristo. Aliás, as igrejas sérias em geral fazem um excelente trabalho social, através de casas de recuperação, creches, escolas, hospitais, etc…Enquanto isso, os malafaias da vida gostam mesmo é de se promoverem através da TV.

  4. terça-feira, 17 de maio de 2011 – 15:51 hs

    tambem com tanto deputado empregando os fieis laranjas,que sobra dinheiro pra esses esbanjos né

  5. antonio carlos
    terça-feira, 17 de maio de 2011 – 18:43 hs

    Templo é dinheiro, e se tem coisa que o Silvio adora é dinheiro. E desta vez ele não resiste, vai se entregar. O que não entendo é como a patroa e as filhas vão fazer, porque elas não são da mesma igreja. Então estarão elas difundindo a fé das concorrentes? Mas sabe como é, dinheiro bom a gente nunca rejeita. Tony

  6. Israel
    quarta-feira, 18 de maio de 2011 – 7:45 hs

    O grande lucro na exploração da fé do povo brasileiro esta passando dos limites, uma intervenção pela justiça esta demorando. Muitas pessoas estão morrendo por abandono de tratamento de saíde, com orientação de pastores estelionatarios, e os assassinos estâo soltos, pior continuam com o curanderismo barato, e lucram com a desgraça alheia, e culpam demonios imaginaveis.Uma nação formada deve agir com rigor contra os que abusam da fé do povo. E um absurdo, que de o MPF?????

  7. Elias
    quarta-feira, 18 de maio de 2011 – 7:48 hs

    A exploração dos humildes esta ocorrendo em escalas inimaginaveis, e o dinheiro dos lucros são enviados para o exterior sem nenhum problema por parte destes marginais, que se dizem pastores, mais nao de ovelhas para Jjsus, e sim da grama verde, o dinheiro do povo.

  8. Elias
    quarta-feira, 18 de maio de 2011 – 7:52 hs

    Antes de gastarem o dinheiro na compra de grandes empreendimentos, o dinheiro das igrejas deveriam ir para Educação, Saúde, e Segurança Pública. Devem pagar impostos sim, o que é de Deus, e de Deus, o que é do homem, e do homem. O dinheiro destes templos prosperos devem pagar impostos, e o dinheiro jamais ser usado para compra de imoveis particulares.

  9. Ruy
    quarta-feira, 18 de maio de 2011 – 7:54 hs

    A exploração da fé, deveria os abusadores ter pena de prisão perpetua, pois exploraram até quem esta preso. Usam da mentira, a metodos antigos de exploração, tipo desafiar Deus, pois ninguém nasceu para ser pobre….que vergonha pastores do dinheiro,……

  10. Rafael
    quarta-feira, 18 de maio de 2011 – 8:36 hs

    É lamentável a coação que fazem nas pessoas com o intuito de arrecadação e como contra partida lhe oferecem um pouco de fé para a prosperidade material. O dinheiro arrecadado que deveria ser usado em detrimento dos próprios fiéis, são investidos em midia, mais sem sombra de dúvidas há necessidade de separar o joio do trigo, pois nem todas as igrejas pentecostais ou neopentecostais são apenas balcões de negócios. Tive a oportunidade de conhecer os batidores da Congregação Cristã no Brasil, igreja onde não existe o dizimo, as ofertas são volutárias, sem coação, igreja transparente, prestam contas de suas arrecadações, além de uma contabilidade atualizada, cada templo mantém a escrituração do livro caixa, demonstrações auditadas (chama por eles de verificações administrativas), e emprega o que arrecada em beneficio aos próprios fiéis como construção e reformas de templos, investimentos em obras sociais através de um projeto chamado obra da piedade. E o mais interessante repudia o uso da mídia como instrumento de propagação do evangelho, e seus obreiros não são assalariados.

  11. Celso Rocha
    quarta-feira, 18 de maio de 2011 – 17:21 hs

    A UNIVERSAL DO REINO (MATERIAL) DE DEUS É PETISTA POR CONVICÇÃO (POLÍTICA E ECONOMICA) RELIGIOSA!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*