Paraná é o campeão de violações dos direitos da criança e do adolescente | Fábio Campana

Paraná é o campeão de violações dos direitos da criança e do adolescente

Do blog da Joice

O Paraná é o estado com maior número de violações aos direitos da Criança e do Adolescente no país. Os dados são do Sistema de informação para a infância e adolescência, que é abastecido por conselheiros tutelares. Do início deste ano até esta quarta foram 6005 registros de violações. O número é mais que o dobro do registrado em Santa Catarina, segundo estado na lista, que tem quase 2500 casos. O sistema de informações tem dados de 14 estados e demonstra que o Paraná também foi campeão em registros no ano passado: foram 12.500. O segundo maior número foi em São Paulo, 3.300. E para reduzir esses números, o Paraná lançou hoje o Plano Estadual de Enfrentamento às violências contra os menores de 18 anos. Nesta quarta é comemorado o dia Nacional de Combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.


3 comentários

  1. Joca Almeida
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 9:50 hs

    Boa matéria que tem que ser melhor visto pelas nossas autoridades. Mas não é só nesse caso que o Paraná é campeão. Também é campeão de violação de direitos de servidores públicos estaduais , principalmente dos pequenos do QPPE. Polítiicas contínuas de tratamento desigual de todos os governos. Por favor, mude isto já Sr. Beto Richa. Há grandes pendências com os funcionários do QPPE, Ag. Execuão e Apoio e Fazendários.

  2. Miguel
    quinta-feira, 19 de maio de 2011 – 11:17 hs

    Será que na verdade o Paraná não é o Estado no qual estes casos são levados às autoridades? Isto explicaria um número tão grande em comparação com outros Estados.
    Talves não seja nele onde mais ocorrem as violações, mas sim seja onde é levado às autoridades os casos.

  3. Pedro Neto
    sexta-feira, 20 de maio de 2011 – 10:13 hs

    O Interessante que o Beto Richa, junto com sua Esposa, extinguiram a Secretaria da Criança e da Juventude que era exemplo em todo país… que vergonha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*